Após avançar na Copa do Brasil, Confiança responde por atraso no STJD

LOGO_ADCConfiança/SE (sic)  saiu na frente na briga por um lugar na segunda fase da Copa do Brasil. Com a vitória pelo placar mínimo, o time poderia até empatar em Campinas, que confirmaria a classificação, que veio nos pênaltis, após o Guarani devolver o placar no tempo regulamentar. Apesar de ter apenas motivos para comemorar no gramado, o Confiança terá que se defender no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), na próxima segunda-feira, a partir das 18h, diante da Primeira Comissão Disciplinar.

Jogando em casa e aproveitando o desentrosamento do Guarani, o Confiança partiu para cima e finalizou por diversas vezes. Mas foi apenas aos 28 minutos que Wallace fez mais uma boa jogada individual, deixou Marcinho e Michel Elói para trás e tocou na saída de Renan. Com o gol aberto, Da Silva teve o trabalho apenas de estufar as redes adversárias.

Apesar de estar vencendo no placar, o time perdeu a hora. A volta do intervalo deveria ocorrer às 21h31, porém, o time do Confiança retornou apenas às 21h35, fazendo com que o apito do segundo tempo trilasse apenas às 21h36. Na súmula, o árbitro Gilberto Castro Júnior relatou: “Reinício fora do horário previsto devido a entrada atrasada, ao campo de jogo, da equipe do confiança em 4 minutos”.

Pelo ato, o time do Confiança será julgado no artigo 206 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) – “dar causa ao atraso do início da realização de partida […] ou deixar de apresentar a sua equipe em campo até a hora marcada para o início ou reinício da partida”. O clube poderá ser multado em até R$ 5 mil.

Após passar pelo Guarani, o Confiança encara o Fortaleza pela segunda fase da Copa do Brasil. O primeiro jogo será no Batistão, em Aracaju, no dia 8 de maio. A partida de volta será 15 dias depois no Castelão, em Fortaleza. Os horários ainda não foram divulgados. Na segunda fase vale o mesmo critério da primeira: caso o Fortaleza vença por dois ou mais gols de diferença, a equipe cearense elimina o Confiança e o jogo de volta.

Fonte: Justiça Desportiva

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com