Betinho admite novo time contra o Águia de Marabá

Foto: Felipe Martins
Foto: Felipe Martins

O técnico Betinho revelou, ontem, que, ainda, não assistiu a nenhum dos três jogos do Águia de Marabá, e a conclusão a que chegou é que, apesar da campanha parecida à do Confiança, no Grupo A, da Série C do Campeonato Brasileiro de Clubes, o time paraense não é flor que se cheire e merece todo cuidado possível,  na partida da 19h do próximo domingo, no Estádio Batistão, quando o bicampeão sergipano entrará em campo focado na conquista de três pontos positivos,  para começar a respirar um pouco mais aliviado, na competição.

“O Águia de Marabá não teve um  dos três jogos que realizou transmitido pela televisão. Seria muito importante que isso tivesse acontecido, porque eu teria uma noção mais ampla de como joga. Mas já tenho informações de amigos de confiança e estou preparando  um plano para surpreendê-lo. O que posso assegurar é que não será um adversário fácil de ser derrotado”, disse Betinho.

Ontem, a equipe treinou nos dois expedientes, no Sabino Ribeiro. No da manhã, o professor Carlinhos dirigiu um treinamento físico (circuito de força), com duração de 90 minutos, e, no da tarde, o comandante orientou um trabalho físico-técnico.  O meia Lucas, que sofreu uma leve entorse, no tornozelo esquerdo,  no ensaio de segunda-feira à tarde, não participou de nenhuma das práticas. Ele ficou sob os cuidados do fisioterapeuta Emanuel Sampaio, mas garantiu que, nesta quarta-feira, retorna às atividades  com bola.

“É uma contusão  leve, mas que precisa de cuidados médicos. Por isso, esta manhã e à tarde, vou comparecer à sala de fisioterapia para  receber os devidos procedimentos, pois,  amanhã,  espero estar de volta ao batente, visando ao jogo de domingo com o Águia de Marabá”, afirmou o craque do Dragão.

 Mudança

Sobre a possibilidade de mudanças na equipe para o duelo com a agremiação paraense, o técnico Betinho disse que é  cedo para se pronunciar sobre o assunto. Isso porque terá até a tarde de sexta-feira para observar os jogadores,  em treinamento. Mas fez questão de afirmar que não estão descartadas alterações, nos três setores.

“Acredito que vamos ter de dar uma mexida,  para dar mais poder de força ao time.   No jogo com o Botafogo, em João Pessoa,  ficou claro que a equipe evoluiu e a tendência, agora, é melhorar ainda mais. Os jogadores que chegaram por último mostraram qualidade, mas carecem  de mais entrosamento e um aprimoramento na parte técnica. Mudar para melhorar é sempre bom,  e se for preciso fazer isso, domingo, não vou pensar duas vezes”, acrescentou  Gilberto Carlos, o popular Betinho.

Amistoso

O diretor de futebol do Dragão, Ernando Rodrigues, confirmou, na tarde de ontem, que é pretensão da diretoria, no período em que equipe passará por um recesso de cerca de 20 dias, por conta dos jogos do Brasil na Copa América, realizar alguns amistosos. O dirigente proletário citou como primeira opção o Esporte Clube Bahia, mas com possibilidade de outro, se possível, com um time maior expressão no futebol brasileiro.

Fonte: Jornal da Cidade