Betinho mira vitória do Confiança sábado

Foto: Felipe Martins
Foto: Felipe Martins

Betinho continua a afirmar que a vantagem de um empate, por qualquer placar, para seguir em frente, na Série D do Campeonato Brasileiro é apenas um detalhe, e que o Confiança não mudará a postura aplicada nos últimos jogos. E a primeira prova de que a revelação do técnico  é verdadeira foi dada, na tarde de ontem, no primeiro treino técnico da semana, realizado no Presidente Médici.

Durante o ensaio, ele organizou a equipe como para as partidas anteriores, ou seja, exigindo o máximo de firmeza na defesa, uma atuação de qualidade do meio-campo, e o máximo de objetividade do setor ofensivo. Com tudo isso sendo cumprido à risca, Betinho declarou que não tem como deixar de acreditar na vitória, com todo respeito ao adversário.

“Venho alertando os jogadores que o Central é um grande adversário e que permanece no páreo para a se classificar para a terceira fase do Brasileiro. Daí a necessidade de  nenhuma dessas orientações  ser deixadas de lado”, afirmou Betinho.

Sobre uma igualdade no placar para garantir a vaga, confessou que está em segundo plano. Para o técnico campeão sergipano, o objetivo é fazer com que a equipe aumente ainda mais o seu índice de aproveitamento na competição, a fim de preservar o direito de fazer o primeiro jogo da etapa seguinte, fora de casa, o que somente será possível, vencendo.

“Quem imagina que o Confiança jogará de olho no empate, está errado. A meta é a conquista de um grande resultado, muito embora o empate não esteja descartado, mas como último recurso para a classificação”, acrescentou Betinho.

Valdo
O exame de imagem que o zagueiro Valdo realizou, na manhã de ontem, na coxa esquerda, deu resultado positivo. O jovem defensor do Confiança, enquanto esteve em campo, no primeiro jogo com o Central, no domingo passado, em Caruaru, sofreu uma ruptura (distensão), no músculo posterior, e dificilmente irá para o segundo confronto com o alvinegro do interior pernambucano.
Para o lugar de Valdo, Betinho revelou que tem duas opções de sobreaviso: Juliano, que substituiu o titular da posição, no Lacerdão, e Bira. Entre esses dois jogadores, no apronto de hoje à tarde, no Presidente Médici, sairá o companheiro de Glauber, Eron e Pedrinho, no duro compromisso de depois de amanhã.

Reclamação
Alguns torcedores do Confiança reclamaram, na manhã de ontem, do horário do início de venda de ingressos, fixado para as 8h30min, para o segundo e último jogo do time proletário, frente o Central, de Caruaru, sábado, às 16h, no Estádio Presidente Médici, em Itabaiana, pelas oitavas de final da Série D.

É que a única bilheteria disponível, no Estádio Sabino Ribeiro, para a aquisição do bilhete, só foi aberta pouco mais de meia hora depois, deixando os torcedores do clube do Bairro Industrial não só contrariados, como sujeitos às repreensões dos patrões, já que a maioria era de comerciários.

“Com certeza vou receber um pitaco do meu patrão, por causa do atraso. Espero que da próxima vez, o erro seja corrigido”, disse o torcedor Gilvan dos Santos Júnior, o primeiro da fila para comprar o ingresso.

Apesar do imprevisto, o preço, para quem garantir o bilhete, antecipadamente, continua a ser de R$ 20 (arquibancada) e R$ 30 (cadeira). No sábado, dia do jogo, os valores aumentam para R$ 30 (arquibancada) e R$ 40 (cadeira). Os sócios torcedores do plano Júnior pagam apenas R$ 10 e os dos  Sênior e Master tem direito à gratuidade.

Fonte: Jornal da Cidade