Betinho se orgulha de campanha do Confiança: “Respeito será maior”

Foto: Felipe Martins

Foto: Felipe Martins

Foi por muito pouco que o Confiança não conseguiu o acesso para a segunda divisão do ano que vem. O time azulino precisava de um empate com gols contra o Londrina, no Estádio do Café, mas saiu de campo derrotado por 1 a 0.O gol dos paranaenses saiu no primeiro tempo, com o zagueiro Luizão, que aproveitou o rebote do goleiro Rafael Sandes para garantir o resultado positivo para o Tubarão. Apesar da frustração dos azulinos de ver adiado o sonho de subir para a Série B, eles se despedem da temporada com o sentimento de dever cumprido. Isso porque, ao iniciar a disputa da terceirona, a expectativa era de lutar para se manter na Série C, mas a equipe não só se classificou para a fase de mata-mata como chegou bem perto de fazer história.

O técnico do Confiança, Betinho, mostrou um discurso bastante sereno após a eliminação. Ele elogiou o trabalho feito por todo o elenco e disse que a campanha feita pelo time na Série C fará com que o Confiança eleve o seu status no futebol nacional.

– Todos estão de parabéns. Os jogadores fizeram um trabalho fantástico. Estivemos muito próximos de fazer história. Infelizmente não conseguimos, fica a frustração, principalmente pela perspectiva que foi criada, mas futebol é assim mesmo. Acho que depois desta campanha o Confiança será muito mais respeitado em nível nacional – avaliou Betinho.

O treinador proletário escalou o time de uma maneira diferente para este confronto decisivo. Para conter a pressão dos anfitriões, colocou três volantes: Elielton, Flávio e Richardson. Como foi para o intervalo em desvantagem, mudou a estrutura tática da equipe. Ele tirou Elielton e Flávio e colocou no jogo o meia Felipe Lima e o atacante Diego Ceará. Depois disso, ainda trocou Robinho por Leandro Kivel. As chances de empate do Confiança aumentaram ainda mais quando o volante Germano foi expulso e o Londrina ficou com um a menos. O time proletário ganhou mais mobilidade e criou algumas situações de gol, mas não conseguiu igualar o marcador.

– O gramado do Estádio do Café não favorece muito o toque de bola, o que dificultou bastante o nosso jogo. Ficamos muito reféns das bolas paradas e dos lançamentos na área. No primeiro tempo foi aquilo que esperávamos, estávamos administrando bem as situações mas infelizmente tomamos aquele gol inesperado de bola parada. Reagimos, criamos chances, ficamos bem próximos do gol principalmente depois da expulsão deles, mas infelizmente não conseguimos o nosso gol. A ansiedade para resolver pesou um pouco. É natural. Faltou um detalhe para confirmarmos esse acesso – completou o técnico azulino.

O Confiança se despede da temporada e já mira o planejamento para 2016. Mais uma vez, o calendário do time é recheado. No primeiro semestre, além do Campeonato Sergipano, tem a Copa do Brasil e a Copa do Nordeste. No segundo semestre, o time retoma a luta pelo acesso à Série B.

Fonte: Globoesporte.com

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com