Como o ranking da CBF pode alterar a temporada 2016 do Confiança

Ranking-Nacional-de-Clubes-é-atualizado

Saiu na tarde do dia 08/12 o ranking da CBF, e o Confiança subiu 12 posições. Em 2015 começamos na posição 82 e iniciaremos 2016 na posição 70. Mas, para além do ego, qual a importância deste ranking?

O ranking da CBF afeta diretamente a Copa do Brasil, seja mexendo nos potes que fazem o cruzamento (o que nos afeta), seja por conta de uma possível classificação direta (sem depender do estadual, algo ainda bem distante pra gente).

Além disso, os potes da Copa do Nordeste também são definidos pelo ranking da CBF.

Os potes da Copa do Brasil definem os possíveis confrontos. Estes potes variam de A a H que são cruzados da seguinte forma:

Pote A x Pote E
Pote B x Pote F
Pote C x Pote G
Pote D x Pote H

Neste ano estávamos no pote F e pegamos o Ceará, do pote B. Em 2016 trocamos de pote, para o E, assim pegaremos o pote A, onde estarão o top 10 do Brasil, exceto os que entrarão nas oitavas por conta da classificação no Brasileirão.

O pote A para 2016 é: Cruzeiro, Santos, Flamengo, Fluminense, Vasco da Gama, Atlético/PR, Botafogo/RJ, Coritiba, Goiás e Figueirense.

Assim, nossa subida no ranking, por mistérios da matemática da CBF, nos impõe um adversário potencialmente mais forte que o Ceará. Assim, diminui nossas chances de classificação (no papel), mas possibilita um ganho interessante com renda.

Já na copa do Nordeste, não temos como saber o quanto isso nos afeta, pois este ranking só valerá para definir as chaves da edição 2017 e como o critério de classificação são os estaduais 2016, fica impossível saber.

Aplicando o novo ranking ao sorteio desta edição, nada mudaria, pois ultrapassamos Campinense e Vitória da Conquista no ranking, mas ainda continuaríamos no mesmo pote, o 3.

Para referência, nós deixamos de ser a 14ª força na Copa do Nordeste, para ser a 12ª e cada pote tem 5 clubes, ordenados pelo ranking da CBF.

Regionalização

Regionalizando o ranking, temos uma visão mais clara do tamanho do Confiança. Em Sergipe somos absolutos, o time mais próximo da gente é o Estanciano na posição 131, ao passo que nossos rivais históricos Sergipe e Itabaiana estão em 136 e 165, respectivamente.

Já no nordeste, estamos na 17ª posição atrás de todos os medalhões e de alguns times que tem potencialmente o mesmo porte da gente* como ASA, Icasa, CRB, Salgueiro, Botafogo/PB e Treze. O que avalio um bom tamanho e que nos qualifica a ter melhores patrocínios e nos consolidar como um time de médio porte no cenário nordestino.

Análise final

O ranking é construído com base nas últimas 5 temporadas e por isso nos dá um retrato bem fiel do momento em que estamos vivendo, seja pela subida de patamar dos últimos dois anos, ou ainda pelos vacilos do início da década que atrasou um crescimento que já vem sendo pavimentado desde o início dos anos 2000.

Que 2016 seja um ano de mais conquistas, que possamos subir no ranking da CBF e nos consolidar com uma força emergente do futebol nordestino.


*Time de estados/cidades do mesmo tamanho de Aracaju/Sergipe e que não tem nenhum título expressivo.