Confiança 1 x 1 CRB – Adeus Copa do Nordeste

Foto: Igor Matheus/ Portal Infonet

Mais uma vez ficamos pelo caminho na Copa do Nordeste, dessa vez não foi por pegar um grupo forte, não foi por não priorizar a mesma, sequer foi por deficiência técnica e sim por um misto de azar e falta de planejamento. O azar foi em se envolver em uma pendência jurídica sendo inocente e falta de planejamento por já ter desistido da competição mesmo sem saber o resultado do recurso ao STJD.

Não fosse isso poderíamos ter ido com o time titular à Campina Grande, talvez conseguir ao menos um empate e mesmo com o empate de hoje, ainda teríamos chances, pequenas, de passar à segunda fase. Não foi dessa vez que passamos de fase da Copa do Nordeste e isso já começa a incomodar a torcida e depõe contra a instituição Confiança.

Ano que vem teremos mais uma chance de mudar essa história, que tenhamos mais sorte e competência na próxima disputa.

O jogo

O jogo começou bem morno, mas após os 15 minutos, o Confiança passou a alugar o campo do CRB. O Dragão conseguiu assustar o goleiro João Carlos com chutes de fora da área, mas a melhor chance aconteceu quando Frontini ficou livre dentro da área e o camisa 1 do Galo fez grande defesa. O time alagoano só chegou ao ataque aos 43 minutos e que chance perdeu. Juninho Potiguar ficou na cara do gol e mandou para fora.

Na etapa final o CRB melhorou, deu trabalho para o goleiro Genivaldo, mas quem abriu o placar foi o Confiança. Após rebote do goleiro, Iago balançou a rede na Arena Batistão. O gol deixou o time da casa bem a vontade, e o visitante perdido em campo; só que Leíson aproveitou uma brecha e marcou um golaço para empatar o jogo e fechar a conta na Arena Batistão.

(Análise por globoesporte.com )

Voltemos ao estadual

Agora vamos voltar a nossa missão complicada de vencer as duas próximas e contar com um pouco de sorte para chegar à final do estadual, o time hoje se comportou bem, encarando um time superior a todos o que enfrentou no ano e se jogar assim contra o Boca dificilmente sairemos derrotados, mas isso só saberemos em campo.

Luizinho Lopes terá até segunda para analisar o Boca e conseguir potencializar o que de bom o time apresentou nos dois (difíceis) últimos jogos, além de corrigir os erros da defesa que mesmo sendo pouco pressionada cede gols facilmente.

Segunda é dia de ir pro Batistão para continuarmos lutando pelo título estadual.

Saudações azulinas,

Mike Gabriel