Confiança 2 x 1 Treze – Entre o melhor e o pior de 2018, surge a esperança

Foto: João Áquila

Após a derrota no clássico que, espero eu, foi o pior momento desse início de temporada desastroso o Confiança buscou mudanças: Trocou o técnico e trouxe um coordenador técnico. Com tantas mudanças precisávamos de um bom resultado para que as mesmas tivessem um ambiente também mudado, saindo a tensão da crise para entrar a esperança de dias melhores.

Ontem vimos que essa mudança já começou a ser sentida também no time, que entrou mais disposto no jogo, com pequenas, mas importantes alterações táticas e venceu o Treze. Assim mantivemos a chama acesa na Copa do Nordeste e voltamos a nos focar no estadual, onde precisamos vencer o Amadense pra continuar buscando vaga na próxima fase.

Uma feliz coincidência nesse jogo foi que diante do novo técnico o time do Confiança mostrou sua potencialidade, com o início arrasador no primeiro tempo e suas fragilidades com a defesa batendo cabeça e as laterais, principalmente a esquerda, frágéis demais. Foi o jogo que melhor resumiu o Confiança na temporada. Luizinho Lopes vai ter muito trabalho para ajustar essa defesa, mas já sabe das potencialidades do ataque.

O jogo

A partida começou com um Confiança arrasador e já aos 2 minutos Raí abria o placar. Sem dar tempo do Treze respirar, o Dragão continuou amassando e aos 17 minutos Everton acertou um chutaço de fora da área e ampliou: Confiança 2 x 0 e desempenhando o melhor futebol da temporada, nada poderia ser melhor.

Mas se não complicasse um jogo fácil não seria o Confiança que conhecemos, assim logo logo o time relaxou, recuou e deu espaço ao Treze que começou a chegar mais em nossa área e no último minuto de jogo uma cobrança de falta rápida pegou nossa defesa de surpresa abrindo a possibilidade de um chute de fora da área, bola no ângulo de Genivaldo e o Treze diminui o placar.

Estatísticas do primeiro tempo

No segundo tempo o jogo começou mais lento, mas com uma leve vantagem do Treze que percebendo a fragilidades do nosso lado esquerdo colocou um atacante para cair naquele setor e assim incomodou bastante durante todo o segundo tempo, porém a primeira chance de gol veio com o chute de Rafael Vila de fora da área que acertou o travessão e logo depois Iago perde outra chance. Depois disso nada de relevante aconteceu, o Treze tentou propor mais o jogo, mas o Confiança conseguiu fechar mais o lado esquerdo e com a saída de Iago para entrada de Klenisson levou mais perigo no contra-ataques diminuindo o ímpeto paraibano.

Estatísticas finais: Mesmo com mais posse, o Treze só deu 1 chute no segundo tempo

Por fim, pudemos ver várias faces do Confiança nesse jogo, um time alto poder de fogo no início, uma defesa assustada e batendo cabeça no final do primeiro tempo e um time sabendo sofrer e bem posicionado, em que pese a lateral esquerda, no segundo tempo. Outro ponto a observar foram o gol de Everton e a bola na trave de Vila em chutes de fora da área, mostrando o time não pode e nem precisa ficar só cruzando bola na área.

Próximos jogos

Agora o Confiança volta suas atenções ao campeonato sergipano e tem uma sequência de jogos que precisa vencer para se classificar para a segunda fase: Amadense (25/02), Socorrense (28/02) e Itabaiana (03/03). É uma missão dificil, mas são nas dificuldades que o Confiança cresce, do mesmo modo que atropelamos na reta final da série C e saímos do rebaixamento para a classificação, vamos brigar por uma vaga na proxima fase e quem falou demais vai se arrepender.

Pra cima deles Dragão!

Saudações azulinas,
Mike Gabriel

  • Lucas Santos

    Que esse seja o início de uma nova fase para o maior Dragao do mundo.

  • Klinger Souza

    Posso ser um tolo, mas ainda acredito que podemos chegar pelo menos nas finais do sergipano!

    • Mike Lopes

      Se a gente conseguir chegar no hexagonal, a tendência é irmos pra final. Vamos chegar com moral, a torcida vai apoiar e os outros times são muitos ruins