Confiança sob “desconfiança”

Foto: Filippe Araujo

Por Andréia Fontes

Do quase acesso à série B no ano passado à incerteza de um 2018 que está apenas começando e já deixa o torcedor proletário em estado de alerta. Dos seis jogos disputados no ano, nenhuma vitória.

Após quatro rodadas da primeira fase do campeonato sergipano e na oitava colocação, o Dragão tem cinco partidas para tentar a reabilitação e alcançar a classificação para o hexagonal final.

Mas o que realmente preocupa o torcedor azulino, além do tempo curto para recuperação na competição, é a postura da equipe, sem criatividade, monótona, e tendo no arqueiro Genivaldo seu principal destaque.

Campanha muito pequena para o Gigante do Bairro Industrial.

Andréia é Graduanda em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo – UFS e gentilmente nos enviou esse texto.

Caso queira enviar sua análise, crônica e opinião mande seu texto para contato@dragaodearacaju.com.br