Confiança vacila no final e só empata

TorcidaConfiancaSousaBatistao

Confiante e empolgada com a campanha da equipe, a torcida azulina lotou a arquibanca azul do Batistão na noite desta quarta-feira, 30. O Dragão enfrentava novamente o Sousa, equipe paraibana que tentava a sua última cartada para evitar a eliminação precoce na competição.

O torcedor que compareceu viu um time um pouco mudado: Gilmar Baiano e Valdo substituiam Mossoró e Alexandre machucados. Viu também um jogo muito pegado de duas equipes com objetivos opostos, mas que consideravam a partida decisiva e por isso apostavam todas as fichas, jogando com muita velocidade.

O duelo

Confiança começou em cima, mas sofreu o gol num lance de azar. Aos 6 minutos de jogo, bola na área, indecisão da zaga, Alisson Costa desvia e engana Fábio.

O Dragão pareceu não sentir o peso do gol. Após sequencias de bons lances, aos 10 minutos Richardson passou para Da Silva avançar, entrar na área e vencer o goleiro. 1×1.

GilmarBaianoConfiancaSE

Gilmar Baiano, que tinha a dificil missão de substituir Paulinho Mossoró na armação de jogadas, foi deslocado por Rocha para atuar pelos lados do campo em velocidade. Aos 20, quase acontece a virada. Angelo recebe invertida de bola e bate da entrada da área e quase que o goleiro aceita. A bola ainda bateu na trave antes de sair. Na sequencia do escanteio o mesmo Angelo subiu bem, mas cabeceou por cima.

O Sousa voltou a partir pra cima. Aos 26 minutos, jogada pela direita, Ila bateu pela direita de Fábio. A equipe paraibana amarrava o jogo forçando as falta no campo do Confiança.

O Dragão jogava bem, empurrado pela torcida azulina. A virada não demorou a acontecer. Aos 31 minutos, novamente com a marca dos dois grandes destaques da equipe no torneio e na partida. Richardson arranca pela direita, passa para Da Silva dentro a área. O Pimentinha girou e bateu de esquerda, sem chances para o goleiro do Sousa.

Aos 33, o goleiro Fábio, ídolo da equipe, voltou a preocupar a torcida por estar apresentando um futebol irregular. Ao tentar sair com a bola, passou errado no pé de Ila, que bateu de longe e por pouco não acerta o gol, empatando a partida.

Diego Neves perdeu grande chance logo na sequencia, aos 35, após cruzamento de Richardson – que passou a cair pela direita também – ele chutou por cima do gol mesmo dentro da área.

Aos 44 o atacante volta a desperdiçar uma chance de ampliar o placar, batendo para fora da entrada da área, após passe de Gilmar Baiano. Da Silva tambem teve sua chance, mas parou nas mãos do goleiro.

O primeiro tempo acabou com total domínio do Confiança, revertendo um placar adverso que podia ter desanimado a equipe. Até o fim do primeiro tempo ainda se viam torcedores chegando ao estádio.

Segundo tempo

A segunda etapa começou com o Dragão em cima para ampliar o placar e passar a jogar com tranquilidade. Richardson, assim como na parte final da primeira etapa, voltou a investir em subidas pela lateral.

Primeiro grande lance de perigo foi em jogada de Diego Neves, aos 10 minutos. O atacante passou para Da silva bater, mas goleiro espalmou para fora. Seria a última ação do autor dos dois gols do Dragão até o momento, que saiu machucado, mas não preocupa para o jogo contra o Sport. Entraria Tavares no seu lugar.

RichardsonConfiancaSE

O Confiança, de forma disciplinada, marcava a saída de bola do Sousa, forçando os chutões dos paraibanos. Com isso tinha mais posse de bola e chegava bem ao ataque. Num dessas jogadas, Diego Neves sofreu falta, que foi bem batida por Angelo, mas foi para fora.

O Sousa demorou a chegar ao ataque, mas tambem chegou com Jessui que subiu bem na área e cabeçou pra cima. O Confiança respondeu na sequencia, mais uma vez pela direita, a Angelo cruzou mas a zaga atrapalhou Wallace. O Sousa voltou a ataque com um bom chute de Misso, numa sequência de bons lances.

O Dragão mandava no jogo mas sentia a falta da inteligencia de Da Silva. Nas arquibancadas a torcida empurrava o time pra cima, que pecava no último passe. O Sousa também partiu para cima, aproveitando o desgaste físico dos defensores do Dragão, sem muito sucesso.

O jogo perdeu em qualidade, mas ganhou em emoção quando as duas equipes buscavam o gol. Aos 45 minutos, Tarrafas leva pela direita e bate cruzado. A bola ainda bate na trave antes de entrar no gol de Fábio. Um castigo para o Dragão, que não conseguiu matar a partida quando pôde.

Com o empate, o Dragão estaciona nos 7 pontos e agora recebe o Sport, no Batistão, pela 5a rodada. É o jogo que pode selar a classificação antecipada do Dragão e a torcida deve comparecer para apoiar.

Ficha técnica

Confiança:  Fábio; Renê, Valdo (Wallace) e Valdson; Ângelo, Lismar, Richardson, Gilmar Baiano (Renan) e Augusto Ramos; Diego Neves e Da Silva (Tavares)

Sousa: Marcelo Silva, Tote, Wilton (Eduardo), Lima, Jailton, Alison, Daniel Pitbul, Alison Costa, Márcio Tarrafa, Jessuí, Ila (Misso).

Gols – Confiança: Da Silva (aos 12’ e 30’ do 1º tempo); Sousa: Alison Costa (aos 6’ do 1º) e Tarrafas aos (45’ do 2º).
Cartões – Confiança: Angelo ;Sousa: Alisson, Jailton, Wilton
Público pagante: 4.559
Renda: R$ 77.440

Por Irlan Simões

Fonte e Fotos: Infonet

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com