Diretor faz balanço positivo da campanha do Confiança no Nordestão

EmanuelWanderleyDiretorConfiancaSEA eliminação precoce do Confiança na Copa do Nordeste não gerou grandes traumas na diretoria proletária. Pelo contrário. A campanha do time foi avaliada como positiva pelos dirigentes. O diretor de futebol do clube, Emmanuel Wanderley, disse que o clube deixa a competição com um status mais elevado no futebol nordestino, ficando à frente inclusive de clubes de maior tradição na região.

– A campanha foi muito boa. Começamos desacreditados por muitos. Mas a diretoria e a comissão técnica sabiam do que aquele time era capaz. Fizemos bons jogos, conseguimos bons resultados e lutamos pela classificação até a última rodada. Ficamos na nona colocação geral e tivemos o reconhecimento da imprensa nordestina – declarou o dirigente.

As atuações dos azulinos chamaram a atenção de dirigentes de outros clubes, que demonstraram interesse em alguns atletas proletários. Ângelo, Renê, Richardson, Paulinho Mossoró e Diego Neves já foram sondados, mas o Confiança não recebeu nenhuma proposta oficial por eles.

– Não estamos preocupados com isso. Temos contratos com outros atletas e o clube que quiser tirá-los daqui vai ter que pagar multa compensatória, que varia de R$ 150 a R$ 200 mil. Não acredito que saia ninguém, até porque oferecemos a esses atletas uma condição de trabalho e um projeto muito bons. Também fechamos contrato com jogadores sérios, profissionais, que não vão honram com seus compromissos – avaliou Emmanuel.

Com o fim da participação do time proletário na Copa do Nordeste, os pensamentos se voltam agora para o Campeonato Sergipano. O time estreia no Estadual no próximo dia 20 de fevereiro, contra o América, no Vavazão. O grande projeto da diretoria é a conquista do título para ter acesso à Série D. No meio do caminho, ainda tem a Copa do Brasil, com o confronto com o Guarani na primeira fase.

– Vamos reunir diretoria e comissão técnica para avaliar a nossa participação na Copa do Nordeste, onde erramos, onde acertamos e o que precisa ser melhorado. Não estão descartadas novas contratações, pois o Estadual é um campeonato muito cansativo e precisamos de reposições qualificadas – finalizou o dirigente.

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com