Diretoria do Confiança pede que torcedor se entregue

LOGO_ADCNa última partida do Confiança pelo Campeonato Brasileiro da Série C, realizada no último  domingo (08), na Arena Batistão, um torcedor azulino acabou cometendo um excesso, e arremessou um copo de plástico, com cerveja dentro, em direção ao campo, por uma pequena fresta localizada no final do túnel que dá acesso ao vestuário.

O problema é que o objeto arremessado atingiu o árbitro da partida, Arilson Bispo da Anunciação, e o segundo assistente . O ocorrido foi relatado na súmula da partida, e isso pode complicar, e muito, a vida do Dragão no campeonato, visto que o clube terá que responder judicialmente pelo ato do torcedor.

O Clube pode ser punido e, caso isso aconteça, o Dragão do Bairro Industrial perderá o mando de campo, tendo que jogar a mais de 100 km de Aracaju.  Caso isso aconteça, o Confiança perderá uma de suas maiores armas para a disputa do campeonato: o seu torcedor.

E é justamente pela inportância da proximidade entre a equipe azulina, e o torcedor, que a diretoria da Associação Desportiva Confiança pede que o torcedor que arremessou o copo de cerveja nos árbitros da partida tenha uma tomada de consciência, e se entregue á polícia para confessar e assumir as consquêcias do ato.

O Clube se compromete a acompanhar o torcedor no ato da rendição e lhe oferecer todo o apoio necessário, pois o Gigante Proletário não pode ser prejudicado pelo ato inconsequente de uma única pessoa. Abaixo, a transcrição do que foi relqtado pelo árbitro na Súmula:

Informo, para os devidos fins, que após encerrada a partida, quando a equipe de arbitragem já se encontrava no final do túnel móvel que dá acesso ao seu vestiário, haver sido arremessado em direção ao quarteto um copo plástico contendo cerveja, que acabou por atingir o árbitro central e o assistente 2. Esclareço que a referida estrutura não é completamente fechada, o que permite que os torcedores a ela tenham acesso pela parte superior, visualizando a equipe de arbitragem e dando condições para que objetos possam ser lançados, como de fato se verificou.