Diretoria do Confiança recebe arrecadação da campanha “União Proletária”

confianca

Um grupo de torcedores do Confiança responsável pela Campanha União Proletária, apresenta resultado da primeira fase do evento.  O montante arrecadado será entregue aos dirigentes proletários, na tarde desta sexta-feira, 19, no Sabino Ribeiro. A campanha tem como finalidade colaborar com a diretoria azulina na quitação da folha salarial da comissão técnica e plantel do bicampeão sergipano que participam do Campeonato Brasileiro do Série C.

Transparência no decorrer da fase inicial foi defendida a todo momento pela equipe composta pelo empresário Luiz Carlos Monteiro, o vice-presidente do timão Hyago Cruz e diretor de futebol Ernando Rodrigues, o coordenador do sócio-torcedor Felipe Moreira e mais os torcedores Aurélio e Glenysson Cruz, estiveram a frente do movimento e conseguiram no primeiro balanço arrecadar junto ao torcedor cerca de R$ 30 mil, valor que será entregue nesta sexta-feira, a diretoria do Dragão do Bairro Industrial.

Segundo o empresário Luiz Carlos Monteiro, a idéia era chegar a 100 torcedores doando R$ 100 reais até o final do Campeonato Brasileiro da Série C, em outubro. Só que, a proposta inicial foi ultrapassada mediante vontade do torcedor, atingindo a marca aproximada de 200 torcedores. “No mesmo dia do lançamento da campanha, na última terça-feira, 9, conseguimos bater a meta dos 100 torcedores. Com o sucesso, rapidamente buscamos uma nova meta, que era chegar aos 500 torcedores ou R$ 50 mil reais, fato que ainda acreditamos”.

Na busca por novos apoiadores outras idéias foram surgindo e a campanha foi aumentando, e o projeto ampliado, como foi o caso do empresário Amilton da Casa de Forró Cariri, que além de ajudar financeiramente, liberou todas as terça-feira, o seu espaço com um banda para a realização do “FORRÓ UNIÃO PROLETÁRIA”, até o término da competição nacional, com bilheteria destinada ao clube azulino.

Um PIT STOP foi realizado na Orla da Praia de Atalaia, no último domingo, 14, na altura da Passarela do Carangueijo, aproveitado o momento para divulgar o 1º Forró União Proletária, venda de mesas e individuais, além de receber apoio de novos contribuintes. “Na primeira edição do forró, 44 mesas foram vendidas e mais 70 individuais, totalizando de forma líquida o montante de R$ 5 mil reais”, computou Felipe Moreira.

Fonte: Blog de Adel Ribeiro