Dragão joga mal e só empata com o Olímpíco

ConfiancaOlimpico

Uma noite louca com 5 expulsões, na qual, pela terceira vez na rodada, uma grande equipe do estado tropeça e perde a chance de assumir a liderança isolada na competição.

Na noite anterior, a quarta-feira, 6, o elenco e o torcedor do Confiança ficaram em casa apenas acompanhando mais um tropeço dos adversários que disputam o título: o Sergipe perdeu uma longa invencibilidade dentro de casa. O Itabaiana, também nos seus domínios, esbarrou num zero a zero contra o América.

O Dragão não tinha nada a ver com isso. Fez uma longa a viagem a Tobias Barreto com a consciência de que uma vitória deixaria a equipe proletária mais uma rodada na liderança e mais: garantiria que mesmo com a derrota na 6ª rodada, o primeiro lugar pertenceria ao clube do Bairro Industrial.

Mas não foi o que aconteceu. A equipe proletária tropeçou nos seus próprios erros, perdeu o controle da partida e voltou para Aracaju com apenas 1 ponto.

O jogo

A partida começou quente, com o Olímpico buscando abrir o placar logo de início. Buiú, logo no primeiro minuto, arriscou de longe e Ricardo segurou. Aos 8, foi a vez de João bater cruzado, mas sem muita direção.

Mas quem acabou saindo na frente foi o Dragão, logo no seu primeiro ataque na partida. Aos 16, Diego Neves fez a jogada e passou para Da Silva bater no canto esquerdo do gol de Élvis.

O jogo que já era pegado esquentou mais, quando Lismar e Jaedson se estranharam no meio de campo e acabaram expulsos pelo árbitro Cláudio Francisco Lima e Silva. Com menos gente em campo o esperado era que o jogo ficasse mais aberto: e só piorou.  Buiú e André também se estranharam e tomaram amarelo.

Aos 30 o Dragão quase amplia com Diego Neves. O atacante bateu de longe mas o goleiro Élvis encaixou. Antes do fim do primeiro tempo o Olímpico chegou, mas sem muito perigo, quando Eri bateu de longe sem direção.

Virando o lado

Na volta à partida mais um show de faltas desleais, confusões e muitos cartões para os dois lados. No primeiro minuto Augusto, do Confiança, foi punido. Aos 4 foi a vez de Buiú puxar a camisa do adversário e levar o segundo amarelo.

Mesmo com a superioridade numérica o Confiança se mostrava improdutivo dentro de campo. Sem mudar a equipe, Rocha viu o Olímpico gostar da partida e atacar, até achar o gol. Fernandinho, aos 15, bateu forte cruzado, e vence Ricardo para empatar a partida.

O Confiança chegou perto de voltar à frente quando a zaga salvou o chute de Da Silva em cima da linha. Mas não foi o maior dos problemas do Dragão. Aos 25, Oliveira fez falta dura e foi expulso de campo. O quarto na partida.

Rocha já havia feito duas três alterações, incluindo a saída de Paulinho Mossoró, que mais uma vez saiu de campo sem criar nada de interessante para a equipe proletária, e ficou sem muitas opções para arrumar a equipe. O Dragão viu o Olímpico partir para cima e chegar ao gol da virada aos 26 minutos, com Danilo, que recebeu na área, matou no peito e empurrou para o gol.

Ainda teria mais uma expulsão na partida. Valdson disputa bola com atacante do Olímpico e arbitro vê agressão do xerife proletário. É a quinta expulsão da partida.

Quando a partida já se encaminhava para o fim, o Confiança arruma um pênalti aos 46 minutos do segundo tempo. Após ajeitar bola na mão, Da Silva é tocado dentro da área e o árbitro aponta para o centro da área. Na cobrança Augusto bateu com força, sem chances para o goleiro.

O Confiança evitou a primeira derrota no torneio, mas perdeu a chance de disparar na liderança, ficando com 11 pontos, apenas dois à frente do Itabaiana. Na próxima rodada o Dragão enfrenta o Boca Junior no Batistão às 16h do domingo, 10.

Já o Olímpico tenta manter a série de 2 empates e uma vitória após duas goleadas sofridas no início do torneio. A equipe de Itabaianinha vai a Lagarto tentar ficar mais distante da zona de rebaixamento.

Por Irlan Simões

Fonte: Infonet

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com