Fahel reclama do pênalti feito por Alexandre e critica postura do time

Fahel_JrA atuação do Confiança contra o Boca Júnior, sobretudo no segundo tempo, na noite da última quarta, em Estância, foi alvo de duras críticas por parte do técnico Fahel Júnior. O treinador proletário ficou irritado com a postura do time que, de acordo com ele, não teve tranquilidade e inteligência para segurar o resultado positivo. Os Azulinos abriram dois gols de vantagem ainda na primeira etapa, mas cederam o empate em 2 a 2 nos acréscimos.

– Nós fizemos um segundo tempo péssimo. Foi um jogo atípico porque todas as substituições que fiz foram por lesão. Com isso não consegui que o time melhorasse taticamente. As mudanças não surtiram efeito e o nosso time piorou. O Boca se adaptou melhor ao campo molhado e conseguiu ser mais eficiente. Fomos muito incompetentes no segundo tempo e isso precisa ser conversado – disse Fahel Júnior.

O comandante proletário também reclamou do pênalti cometido por Alexandre, nos acréscimos, que originou o empate da equipe de Estância. Ele deu um carrinho em Osvaldo. Dudu bateu e converteu.

– Poderia ter sido evitado, com certeza. O campo estava muito molhado. A bola não rolava como deveria e eles não iriam chegar ao gol. Era só recompor que a gente iria recuperar a bola. Mas aí ele fez o pênalti. Nosso time estava nervoso. Eu tentei acalmar mas não teve jeito – concluiu o técnico.

O empate com sabor de derrota tirou do Confiança a chance de retomar a liderança isolada do Campeonato Sergipano. Com 28 pontos, os proletários estão empatados com o líder Sergipe, mas levam desvantagem nos critérios de desempate.

Na próxima rodada, o Confiança medirá forças com o River Plate. O jogo está marcado para este sábado, às 20h, no Fernando França, em Carmópolis.

Fonte: Globoesporte.com

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com