Goleiro Fábio é homenageado pelo Movimento Azulino

HomenagemFabioAlvesConfianca

No mundo do futebol, diversos jogadores são considerados os símbolos do clube. Através da atuação deles em campo, a torcida se empolga e os consideram como grades nomes da história da agremiação. Falar da Associação Desportiva Confiança é lembrar um dos grandes goleiros do futebol sergipano: Fábio Alves Tabosa. Ou simplesmente Fábio, batizado como “paredão proletário”.

No currículo, Fábio defendeu a meta proletária em vários títulos de Campeão Sergipano e Copa Governo do Estado. Além disto, participou de vários torneios, a exemplo do Brasileirão da Série C, onde os torcedores incentivaram o clube com o “Vamos subir Dragão”. Neste domingo, perto de completar 400 jogos pelo time do Bairro Industrial, o ídolo da torcida azulina recebeu uma grande homenagem.

Durante o momento do aquecimento, Fábio foi surpreendido por uma grande bandeira colocada sob o alambrado da torcida proletária no Batistão.  A ideia foi do “Movimento Azulino”, um grupo de torcedores do Confiança que realiza diversas ações de apoio ao clube. De acordo com Ítalo Romanny, um dos representantes do movimento, a homenagem ao goleiro que defendeu as cores azul e branca é sempre válida.

“Fábio é ídolo, não somente pelos vários títulos conquistados, mas pelo exemplo de cidadão, respeito, caráter e humildade dentro e fora de campo”, comenta. Ainda segundo Ítalo, o ato foi uma das primeiras homenagens do Movimento Azulino aos heróis que engrandeceram o nome do clube. “Este é um dos nossos objetivos: relembrar os ídolos da Associação Desportiva Confiança. Escolhemos Fábio por que é o maior vencedor de todos os tempos no time até o momento. São 9 títulos com a camisa azulina, assim como 11 anos defendendo o Dragão do Bairro industrial. Nada mais justo que homenageá-lo com uma bandeira nos muros do Batistão” explica.

 Emoção

Para o goleiro Fábio, a lembrança feita pelo Movimento Azulino foi emocionante. “Fiquei muito feliz com o ato. Sei que tinham outras pessoas que poderiam ser homenageadas antes de mim. Mas se eles me escolheram, estou muito contente. Não vou esquecer a data, onde também retornei ao time titular”, lembra. Além de agradecer a todos os representantes do movimento, o atleta disse que vai continuar honrando a camisa azul e branca. “Com o jogo contra o Fortaleza já são 391 partidas. Espero chegar aos 400  confrontos com o time bem e classificado no Nordestão, com fé em Deus”, comenta Fábio.

Com a homenagem ao goleiro Fábio, o Movimento Azulino já planeja outros atos. Nas próximas oportunidades, demais nomes proletários serão recordados, a exemplo de Dona Finha (Torcedora ilustre), Ruiter (Artilheiro, Taça Brasil), Joãozinho da Mangueira, Doutor Marcos Prado Dias, entre outros ídolos.

Fonte: Site Oficial da Associação Desportiva Confiança

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com