“Infelizmente erramos”, diz Nadélio Rocha após empate no último lance

ConfiancaSousaCopaNordeste

Dragão e Dinossauro se enfrentaram na noite desta quarta-feira (30). Jogando pela quarta rodada da Copa do Nordeste, Confiança recebeu o Sousa no estádio Lourival Baptista e acabou escorregando dentro de casa. O resultado de 2 a 2, não agradou a torcida e esfriou o clima do time proletário.

Enquanto a Associação Desportiva Confiança tenta chamar a torcida para o campo, a partida desta noite esmoreceu os ânimos dos torcedores. Já no início do primeiro tempo, o time do bairro Industrial já demonstrou insegurança nos primeiros passes de bola. Se aproveitando da falha da zaga, o time paraibano não perdeu tempo e, aos sete minutos, marcou o primeiro gol da partida, após a cobrança de falta.

Os minutos que se seguiram o que continuou a se ver no Batistão foi um dono de campo muito retraído, como jogadas falhas. A equipe adversária, entretanto, se mostrava muito mais viva na partida e arriscava mais chutes a gol.

Aos 12 minutos, Da Silva foi em busca do alívio da torcida. Estando ele livre depois da cobrança de falta nas proximidades da área, chutou cruzado e ganhou a disputa contra o goleiro do Sousa, Marcelo Silva.

Em meados da primeira etapa do jogo, o Confiança, enfim, tenta se chegar mais ao jogo e começa a pressionar equipe adversária. Com 30 minutos de certame, mais uma vez o jogador Da Silva buscou o gol e achou. Seu chute cruzado, novamente, venceu o goleiro do Sousa.

Do final do primeiro tempo até o encerramento do jogo, o torcedor viu um Confiança desequilibrado. O time da Paraíba, por sua vez, não deixou as chances escaparem e foi para cima.

Tentando segurar o resultado que, até então sinalizava uma vitória, o Dragão passou a prender a bola e recuou as jogadas, enquanto o Sousa, usando da experiência em campo, buscava incessantemente o empate.

Com tanta insegurança do time proletário, o 2 a 2 estava iminente e foi nos acréscimos que o time visitante deu ao Confiança um empate com sabor de derrota, já que azulão estava jogando em casa.

Ao final da partida, o técnico do Confiança, Nadélio Rocha, ressaltou a importância de ter o apoio da torcida para conseguir classificação. “Infelizmente erramos. Tivemos força para empatar e até virar o jogo, mas faltou experiência da equipe para segurar ou ampliar o placar. É claro que não queríamos um resultado como esse, muito menos em casa, mas contamos com a torcida para conseguir a recuperação e vitória contra o Sport no domingo”, destacou Rocha.

Sabendo que enfrentaria uma equipe forte, o time do bairro Industrial tentou se preparar para combater as fortes jogadas de contra-ataque, típicas do Sousa. “Agora é focar na próxima partida, sendo que ainda temos chances de classificação. Vamos trabalhar para corrigir os erros e trazer resultado positivo”, finalizou o técnico do Confiança.

Fonte e Foto: Jornal da Cidade