Élvis marca e Tombense derruba a invencibilidade do Confiança, em MG

Foto: Robson Tavares

Foto: Robson Tavares

Após as festas dos acessos, as duas equipes voltaram a campo neste sábado. E o Tombense conseguiu derrubar o único time invicto no Brasil até o momento. A última derrota dos azulinos havia sido há cinco meses.

O time mineiro seguiu a escrita e permaneceu com os 100% de aproveitamento em casa nas fases eliminatórias do Brasileiro da Série D. No início da partida sobraram cartões impedimentos e disposições dos atletas, mas faltou a qualidade nos chutes a gol e, principalmente, nos passes finais para os atacantes. O segundo tempo começou a todo vapor. O Dragão e o Gavião Carcará começaram a se atacar com mais intensidade, mas o time mineiro pressionava e criava mais, até que foi coroado com uma boa jogada do atacante Élvis, na qual a bola terminou no fundo das redes do Confiança, aos 15 minutos do etapa final. Gol esse que selou a terceira vitória do Tombense no estádio Antônio Guimarães de Almeida e deixou o time alvirrubro mais perto da final.

A partida de volta acontece no próximo domingo, 2 de novembro. Um empate em Itabaiana já classifica a equipe mineira. Já os sergipanos precisam vencer por dois gols de diferença. Um a zero para o Confiança levará a partida aos pênaltis. O próximo jogo será no estádio Presidente Médici, às 17h (horário de Brasília).

O jogo

Foto: Robson Tavares

Foto: Robson Tavares

A partida começou em um ritmo fraco até os cinco primeiros minutos, as equipes apenas se estudavam e nenhum dos times conseguia chegar até o setor defensivo do adversário. O lateral Juninho, do Tombense, foi o primeiro a chutar a gol. Ele arriscou da intermediária, mas não pegou bem na bola e ficou fácil a defesa do goleiro Everson, apesar de ter sido em dois tempos. O tempo passava e o Confiança mantinha a posse de bola por mais tempo, mas nenhum dos dois times criava uma chance mais clara de gol.

O primeiro cartão amarelo saiu para o lateral esquerdo do Confiança, Altemar, aos 15 minutos. Depois mais atletas foram advertidos em uma sequência de fatos e todos por reclamações. O volante Richardson aos 29, o goleiro Everson aos 31 e o meia Francismar aos 33. Poucas oportunidades surgiam, porém sobravam cartões e impedimentos. O jogo estava “nervoso” em Tombos.

A equipe proletária chegou com mais perigo apenas duas vezes, pela ponta esquerda de ataque, iniciando com Wallace Pernambucano, passando para Bibi que encontrou Leandro Kível. Na primeira, ele chutou prensado na zaga e, na segunda, o artilheiro azulino cabeceou e a bola passou perto do gol mineiro.

O clube mandante teve seus melhores lances já próximo do final do primeiro tempo. Uma chance aos 39, no toque de bola entre Elvis com Francismar. O meia chutou e a bola passou perto do gol do Confiança. Outra aos 42, quando Elvis encontrou espaço na defesa adversária e arriscou de fora da área, mas a bola passou longe da meta. E a primeira etapa finalizava com um Tombense mais ativo, fazendo valer o fator casa.

“Élvis não morreu!”

A segunda etapa começou mais movimentada com boas chances para os dois lados. Élvis era o nome do jogo. Era o jogador do Tombense que mais criava e buscava o gol. Ao lado de Francismar e Juninho o atacante pressionava a defesa do Confiança. E a pressão foi tanta que aos 15 minutos Élvis driblou Glauber, depois Juliano e tocou na saída de Everson. Estava aberto o placar em Tombos.

Logo após o gol, em uma boa jogada do Gavião Carcará o volante Mateus apareceu por trás da zaga proletária e cabeceou com perigo. Everson fez uma grande defesa e salvou o que gol que poderia deixar mais complicada a vida do Confiança em Tombos.O técnico Betinho então mexeu na equipe duplamente. Saíram Geraldo e Bibi, entraram Jailton e Thiago Santos.

Os cartões amarelos seguiam saindo. Gláuber recebeu um por reclamação, aos 19, e Coutinho no minuto seguinte também foi advertido. Aos 24 minutos, Darley salvou o que seria o empate do Dragão em uma cabeçada de Thiago Santos. Três minutos depois foi a vez do goleiro proletário salvar após bom chute do volante Mateus.

E assim prosseguia o segundo tempo, em um ritmo bastante acelerado e com diversas chances de gols para ambos os lados, contudo o Tombense tinha as melhores oportunidades e Everson seguia salvando os azulinos. A última alteração do Confiança foi aos 33 minutos, quando Richardson deu lugar a Anderson.

Os proletários insistiam com Thiago Santos. Ele arriscou um bom chute de fora da área, aos 34, e a bola passou muito perto do gol do time mineiro.O jogo foi se aproximando do final, Gláuber ainda tentou algumas bolas aéreas pela direita, mas o empate não vinha. Aos 43 minutos, Mateus se machucou e foi substituído por Felipe Dias. Dois minutos após a saída do volante, o técnico Eugênio Souza trocou o meia Francismar pelo atacante Anselmo. E aos 50 minutos da segunda etapa o árbitro catarinense Jefferson Schmidt finalizou a partida na cidade de Tombos. Final de jogo: Tombense um, Confiança zero.

confianca_x_tombenseFonte: Globoesporte.com

 

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com