Polêmica entre FSF e PM pode parar Sergipano e interferir no Nordestão

pm-batistao

O Campeonato Sergipano mal começou e já pode ser interrompido. O presidente da Federação Sergipana de Futebol, Carivaldo Souza, afirmou que se a Polícia Militar de Sergipe não der segurança dentro dos Estádios, vai suspender o Estadual até que o problema seja resolvido. Confiança e Socorrense podem também perder mando de campo na Copa do Nordeste.

– Amanhã (terça-feira) vou ter uma reunião com o governador. Se não definir a participação da Polícia dentro de campo, vou ser obrigado a suspender o Campeonato Sergipano. Sem policiais não podemos garantir a segurança de ninguém e isso não pode acontecer – afirmou Carivaldo Souza, presidente da Federação Sergipana de Futebol.

– Se o problema persistir, existe ainda a possibilidade dos representantes jogar em outro Estado. A CBF já me comunicou que mandará  as partidas para Pernambuco, eles já querem mudar a primeira rodada e o Confiança será prejudicado. É um absurdo isso, a gente passar essa agonia por causa de um cabresto do comandante da PM – encerrou.

Na primeira rodada, a partida entre Confiança e Boca Júnior atrasou vinte minutos, pois os policiais não queriam ficar dentro do campo e sim em uma sala à parte no Estádio Sabino Ribeiro. A polêmica entre FSF e PM não é antiga. Em 2014, o mesmo Confiança foi obrigado a contratar seguranças particulares na semifinal do Campeonato Brasileiro da Série D contra o Tombense.

Na última semana a PM garantiu que estaria presente nos jogos, mas ressaltou que a responsabilidade da segurança interna seria dividida com os clubes e a FSF, que teriam que contratar seguranças particulares. Os policiais só agiriam se fosse acionados.

Se não for suspensa, a segunda rodada será na quarta-feira. Boca Júnior recebe o Estanciano; O Lagarto encara o Confiança; o Itabaiana visita o Socorrense; e o Sergipe duela contra o Amadense.

Fonte: Globoesporte.com