Prepare-se para a estréia do Dragão no Brasileiro de Futebol Americano

confianc3a7a-imortais

No próximo dia 14/07/2013 (domingo) o Confiança Imortais estréia no campeonato brasileiro de Futebol Americano contra o Salvador Kings. O jogo será no Sabino Ribeiro às 13:30hs e a entrada custa apenas R$2,00 e pode ser adquirido na hora.

Pessoalmente eu não acompanha o futebol americano, apesar de achar interessante o esporte e assistir religiosamente o Super Bowl todos os anos. Antes de entender as regras por meio das históricas transmissões de Luciano do Vale na Band, eu também achava que era um monte de caras enorme trocado porrada, mas não é bem assim.

Por isso a publicação de hoje é um guia com regras do Futebol Americano retirado do site da Fox Sports.

Pra quem curte podcast, recomento o nerdcast sobre FA

Então se liguem nas regras e Go Imortais!

Loja do Dragão

Bandeira-500x500

A loja do Dragão continua com super descontos e agora uma novidade, bandeiras do Confiança. Acesse agora mesmo e veja como comprar a sua.

Guia definitivo do futebol americano

Football on Grass

As equipes – Uma das críticas mais frequentes à uma partida de futebol americano é a de que ela seria muito “parada”. Isso se dá porque há três momentos diferentes em uma partida, em que todos os jogadores são trocados de campo e para os quais há uma pausa. As equipes contam com um elenco de 53 jogadores, nos quais 11 são titulares do ataque, 11 diferentes da defesa e outros 11 do special team.

Ataque – Os titulares da equipe de ataque são divididos em cinco posições básicas, dentro das quais há outras dez “sub-posições”. O que muitas pessoas não sabem, por exemplo, é que a função de cada homem da linha ofensiva, a que entrega a bola para o quarterback e o protege dos adversários, é diferente. Dos cinco atletas que compõem essa linha, cada um é especialista em ocupar apenas uma daquelas posições. Há ainda os half backs, que são os que recebem as bolas das mãos do arremessador para correr com elas, os wide receivers, que recebem os passes em profundidade, e os tight ends, jogadores responsáveis tanto por bloquear, auxiliando a linha, como para receber passes, sendo opção no ataque aéreo.

Defesa – Para a defesa, o mecanismo é o mesmo. Cada atleta é especialista em uma única posição. Neste setor, há quatro posições básicas e nove “sub-posições”. A linha de defesa pode ter três ou quatro jogadores, dependendo da sua formação. Quando possui três, a defesa conta com quatro linebackers, ou o contrário. Esses homens de linha são responsáveis pelo primeiro combate aos corredores e por apressar o quarterback em situação de passe. Os linebackers são os que se preocupam com o segundo combate aos corredores, e são normalmente os jogadores que possuem maior número de tackles, ou que derrubam mais vezes os adversários. Há ainda os jogadores de linha secundária, os cornerbacks e safeties, que são responsáveis por acompanhar os wide receivers e tight ends em jogadas de passes profundos.

Special team – A equipe de especialistas entra em campo quando há troca da posse de bola. Sempre que uma equipe devolverá a bola ao adversário ou chutará um field goal*, marcando três pontos, são eles que estão no gramado. Esse time se divide basicamente entre bloqueadores e, ou o kicker, que chuta para marcar pontos, ou o punter, que chuta para devolução de posse, além de um long snapper, que joga a bola para trás dando início à jogada.

Field goal* – Chute com a bola parada no gramado valendo três pontos.

Você deve estar se perguntando por que um time devolveria a bola, ou marcaria três pontos, se o objetivo é chegar ao touchdown, que vale seis e dá direito a um chute extra para mais um ponto. Saiba abaixo:

O jogo – É porque há um número limite de jogadas para chegar ao touchdown e, caso um time não consiga, perde a bola no ponto do campo onde está. Então, para não facilitar as coisas para o adversário, as equipes se livram da bola uma jogada antes desse limite.

As equipes começam a posse de bola ofensiva no que é chamado de primeira descida para 10 jardas. Ou seja, se elas estão com a bola na linha de 20 jardas, por exemplo, tem a primeira, a segunda e a terceira descidas para chegar à linha de 30. Caso não consigam, podem usar a quarta descida como última tentativa, ou um puntpara devolver a bola. Se estiverem em uma posição de campo favorável, próximo à end zone** adversária, chutam um field goal e marcam três pontos.

End zone** – É a zona colorida no fim do campo, em que os ataques tentam entrar para marcar touchdowns.

Além de obrigando o ataque a devolver a bola, há outras maneiras em que a defesa consegue recuperar a posse:

Interceptação – É quando o quarterback arremessa a bola e ela é pega no ar por um jogador da defesa. Normalmente são os cornerbacks e safeties que conseguem mais interceptações.

Fumble – É quando algum jogador do ataque leva um tackle e solta a bola no gramado. Neste momento, ela está viva e pode ser recuperada por ambas as equipes. Grande parte dos fumblessão cometidos por quarterbacks que, preocupados em achar um recebedor livre, muitas vezes não enxergam o adversário vindo pelas costas e, levando um tackle desprevenido, é muito mais fácil não conseguir segurar a bola. A jogada em que o quarterback é pego com a bola pela defesa chama-se sack.

Safety – Essa é a jogada de inversão de posse mais rara e mais valiosa do jogo. Uma defesa consegue um safety quando consegue pegar o quarterback adversário dentro da própria end zone. Ela é valiosa pois, além de obrigar a equipe que sofreu a jogada a devolver a bola, soma dois pontos para a equipe que conseguiu a proeza.

Muitos leigos assistem a um jogo de futebol americano e, ao primeiro tackle, se perguntam: “Pode isso? Não foi falta?”. Um tackle só é faltoso quando feito de maneira que pode botar em risco a segurança de um atleta, ou seja, com o capacete contra o capacete do adversário, segurando a grade do capacete do adversário ou puxando-o pelo colarinho, por exemplo. Essas são faltas graves e não tão comuns. Há outras infrações mais corriqueiras na partida, como:

False start – Quando um atleta do ataque se apoia no chão para começar a jogada, ele não pode se mexer até que a bola esteja em movimento. Essas faltas são geralmente cometidas por jogadores da linha ofensiva. Se um atleta da defesa se move para induzir o adversário a cometer a falta, a infração é da defesa.

Holding – Um atleta só pode bloquear o adversário com as mãos espalmadas em seu peito. Não é permitido segurá-lo na tentativa de impedir o defensor de fazer um tackle, por exemplo.

Pass interference – Um jogador da defesa não pode encostar em um recebedor após este ter percorrido cinco ou mais jardas sem a bola. Ele deve acompanhá-lo de perto e impedir que faça a recepção entrando no caminho da bola, mas nunca segurando-o antes de recebê-la.

Offside – Um jogador da defesa não pode ultrapassar a linha de scrimmage*** antes que a jogada comece. Às vezes, o quarterback grita códigos para mudar as jogadas planejadas ou induzir esse tipo de falta, pois o jogador da defesa se confunde e acaba queimando a largada.

Linha de scrimmage ***– É o ponto em que a bola é colocada para dar início à jogada. É sempre o ponto onde a última jogada terminou. A única exceção é quando um punt ou kickoff**** são chutados dentro da end zone ou para trás dela. Nesse caso, a bola é posicionada na linha de 20 jardas da defesa da equipe que começará a atacar.

Kickoff**** – É o chute dado no início de um jogo ou quando uma equipe marca pontos. É dado da linha de 30 jardas da defesa, com a bola posicionada no chão por um suporte.

O campo de jogo

Campo_de_FAO campo de Futebol Americano possuí 120 jardas de comprimento (109,7 metros) e 53,3 jardas de largura (48,7 metros). O campo de jogo, onde ele se desenvolve, possuí 100 jardas, assim sendo, as end zones possuem 10 jardas de comprimento.

Todas as jardas são demarcadas por traços (hashmarks) nas linhas laterais (sidelines) dos dois lados do campo e no duas no dentro dele. Se o jogador que está com a posse de bola for derrubado, por exemplo, no lado direito do campo, fora das hashmarks internas, a bola será colocada na hashmark da direita interna no campo no ponto onde a jogada parou e a partir dela será dada a próxima jogada (em breve explicaremos como funcionam as jogadas), assim também como no outro lado. Caso o jogador sofra o tackle (ser derrubado pelo jogador de defesa) no meio do campo, entre as hashmarks internas, a bola será colocada aí mesmo, dando início a próxima jogada.

A cada quatro hashmarks, é traçada uma linha vertical (em relação a linha lateral) indicando o espaço de cinco jardas. Depois da marca de cinco jardas, mais quatro jardas a frente e traçada outra linha vertical, indicando, dessa vez, o espaço de 10 jardas, sendo indicado um pouco antes da lateral. Partindo da end zone azul, a contagem das jardas é crescente. Assim que chega à marca de 50 jardas (meio do campo), a contagem é decrescente até a outra end zone. Tendo como base o time de ataque, o campo de defesa fica atrás  da linha de 50 jardas e o campo de ataque fica à frente da marca de 50 jardas.

A sideline é o limite do campo na lateral. Se o jogador pisar na linha, é considerado fora de campo (out of bounds), como no basquete, por exemplo, e se o jogador sair com a bola (ou o jogador perde a posse da mesma), ela será colocada na respectiva jarda onde ela saiu, mantendo a posse de bola (ao contrário do futebol, basquete e rugby, por exemplo, onde a equipe adversária a que estava atacando fica com a posse de bola, batendo o lateral).

Como disse anteriormente, as end zones possuem 10 jardas de comprimento e nela é marcado o touchdown. A entrada da end zone tem uma linha, chamada goal line (linha de gol), onde se o time que está com a posse cruzar ou apenas colocar a BOLA em cima dela marca do touchdown. No final da end zone, há outra linha, chamada end line, que delimita o final do campo, assim como as sidelines, se o jogador tocar a linha é considerado fora.

TraveNos dois lados da goal e end line, há os mastros (também chamados de pylons ou ainda flags) que também demarcam a end zone, se o time que está atacando, em alguma circunstância que não consegue atravessar a goal line, toca a bola no pylon é marcado um touchdown.

No final de cada end zone há uma trave (goal post ou Y), que são posicionadas exatamente no meio da end line. Do chão até a trave horizontal (crossbar)  há uma distância 3,05 metros. Da crossbar até a parte mais alta da trave vertical (upright) é de 6,10 metros e a distância entre as duas traves verticais é de 5,63 metros. Na trave é que são chutados os field goals.

Tempo de jogo

Uma partida de Futebol Americano tem uma hora de bola rolando e é dividido em quatro períodos de 15 minutos (contados regressivamente) cada um. O intervalo entre os períodos é de 2 minutos e entre as duas metades (também chamados de tempos – halfs) é de 12 minutos. As equipes trocam de lado (na NFL) ao final do primeiro e terceiro quartos. No início do primeiro e do segundo tempo de jogo há o kickoff (chute inicial), cujo  time que recebeu no primeiro tempo irá chutar no segundo (explicaremos melhor no próximo post).

O time de ataque tem 40 segundos para repor a bola em jogo, caso expire esse tempo é falta, chamada delay of the game (atraso de jogo) e resulta na perda de cinco jardas (falaremos sobre as faltas num futuro post). Quando acontece uma falta, independente se do ataque ou defesa, esse tempo se reduz há 25 segundos para se colocar a bola em jogo.

Quando um jogador do ataque saí do campo, o relógio que marca o tempo de jogo para até que a bola seja colocada de volta no campo, no ponto onde ela saiu, mas o relógio que conta o tempo da jogada continua rodando. Isso não acontece quando um quarterback lança um passe incompleto (quando a bola caí no chão e não é recebido) e nos dois últimos minutos do primeiro tempo e nos últimos cinco do segundo tempo, o relógio se mantém parado.

Cada time tem direito de pedir três tempos (time outs) em cada metade de jogo, que não são acumulados para a próxima metade, caso o time não use os três time outs. Os treinadores e qualquer jogador de ambos os times pode pedi-lo e ele tem duração de 1 minuto e 50 segundos. Um time não pode pedir dois tempos consecutivos.

Como se marcam pontos

Um exemplo de touchdown. Podemos observar que mesmo no alto, a bola cruzou a goal line.

Touchdown (6 pontos): Como dito anteriormente, o touchdown é a pontuação mais importante do Futebol Americano. Ele se dá quando a equipe que está com a posse de bola, seja de ataque, seja de defesa, num turnover, pelo menos cruza a goal line. É válido lembrar que não precisa tocar a bola no chão ao marcar, como no Rugby, por exemplo, é só cruzar a linha;

Extra point (1 ponto): Após marcar um touchdown, o time tem o direito de tentar marcar um ponto extra, que seria um chute na linha de duas jardas (na NFL). Se o time acertar marca o ponto, senão continuam valendo os seis pontos. Na NFL, se o chute for bloqueado, a jogada para e mantêm-se os seis pontos do touchdown;

Two-point convertion (2 pontos): Se o time estiver perdendo por uma quantidade considerável de pontos ou não possuí tanto tempo no relógio ou ainda precisa se distanciar de “uma maneira melhor” do adversário, ele pode tentar a conversão de dois pontos, que seria que nem marcar um outro touchdown, só que na linha de duas jardas (na NFL);

Field goal (3 pontos): Quando o time de ataque não consegue conquistar a primeira descida nas três primeiras tentativas, não acha que compensa converter a quarta descida e está em uma distância boa para marcar, chuta o field goal, que consiste em chutar a bola entre as duas traves verticais e acima da trave horizontal. O field goal pode ser chutado em qualquer down, não precisa ser necessariamente no quarto, como geralmente acontece;

Safety (2 pontos): O safety raramente acontece, ele é equivalente a um “gol contra” do Futebol Americano. Ele ocorre quando um jogador de ataque é derrubado dentro de sua própria end zone, quando a bola que está no ataque saí do campo pela end zone ou ainda quando o time de ataque comete uma falta dentro dela. Ao contrário das outras pontuações, em que o time que marcou o ponto devolve a bola para o adversário, através do kickoff, no safety o time que marcou recebe a bola num safety kick, que é dado pelo time que sofreu o safety na sua linha de 20 jardas, como um punt.

Fonte: Fox Sports e NFL de Boteco

 

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com