Presidente da FSF condena barbárie em SC e garante policiamento em SE

O confronto ocorrido entre as torcidas de Atlético Paranaense e Vasco, no último domingo, em Santa Catarina, ajudou a reacender uma polêmica discussão sobre a presença da polícia em eventos de cunho privado. Durante a confusão, a PM estava do lado de fora do estádio. De acordo com informações passadas pelo comando, a polícia não é obrigada a trabalhar em eventos particulares. Sendo responsabilidade dos respectivos promotores garantir a segurança contratando empresas particulares que prestam o serviço.

Situação parecida a essa ocorreu durante este ano em Sergipe. Porém, o presidente da Federação Sergipana de Futebol, Carivaldo Souza, garantiu que este é um problema já superado. De acordo com o dirigente, a Polícia Militar de Sergipe estará fazendo o policiamento dentro dos estádios em 2014.

– Isso é uma situação já superada. Tivemos este mal-entendido durante o ano mas já foi resolvido. A PM de Sergipe segue normalmente fazendo o policiamento dentro dos estádios. Na própria Série A2 do Campeonato Sergipano já estava sendo assim. A Polícia Militar de Sergipe tem feito um trabalho muito relevante nos estádios e sempre tem estado nos jogos um um efetivo muito numeroso. Já está tudo certo em relação a isso – destacou Carivaldo Souza.

Foto: Felipe Martins

Foto: Felipe Martins

O mandatário da entidade máxima do futebol sergipano ainda condenou a barbárie ocorrida em Santa Catarina.

– Aquilo foi um grande absurdo. Acho que é preciso haver uma punição para quem faz este tipo de coisa em um estádio de futebol. Essas pessoas têm que ser urgentemente afastadas dos estádios. Nós vamos trabalhar duro com a ajuda da PM para garantir segurança máxima para quem frequenta os estádios. E a ajuda dos clubes também é muito importante. Os clubes precisam entender que eles é que são responsabilizados quando uma coisa dessa acontece. Veja que o Vasco será punido com mando de campo – falou Carivaldo.

Comando garante policiamento

Em contato por telefone com o GloboEsporte.com, o coronel Jackson Nascimento, comandante do policiamento da capital, confirmou a versão de Carivaldo Souza e disse que a PM realmente atuará dentro dos estádios.

– Nós vamos fazer o policiamento dentro das condições necessárias. Com o pagamento da GRAE operacional (gratificação para os policiais que estarão em serviço), aprovada na Assembleia Legislativa, os policiais que estarão de folga serão escalados para fazer a segurança, porque não podemos tirar o efetivo que está em serviço nas ruas para fazer este trabalho. Já estamos analisando e estudando a planilha de todos os jogos do ano que vem para organizar o efetivo – informou o comandante.

Fonte: Globoesporte.com

Receba notícias do Dragão no seu email::

Delivered by FeedBurner

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com