No Recife, Confiança perde o jogo e a liderança para o Sport

GolConfiancaSportDiego

Sport e Confiança fizeram um jogo equilibrado na noite desta quinta-feira na Ilha do Retiro, mas os donos da casa precisaram de apenas dois minutos para mudar a sorte da partida. Os pernambucanos começaram atrás no placar, mas se recuperaram e venceram os sergipanos por 3 a 1, de virada. Com o resultado, o Leão foi a quatro pontos e tomou a liderança do grupo B da Copa do Nordeste das mãos do adversário.

O Confiança abriu primeiro o placar com Diego Neves, aos 30 minutos do primeiro tempo. Na etapa complementar, o Sport enfim conseguiu furar o ferrolho imposto pelos sergipanos. Aos 32 minutos, Reinaldo empatou. A virada veio dois minutos depois com Marcos Aurélio. O atacante arriscou de fora da área e brindou a torcida com um golaço em sua primeira atuação com a camisa rubro-negra. O terceiro gol dos donos da casa saiu nos acréscimos aos 48 minutos com Felipe Menezes.

No Recife, o Confiança até tentou repetir o excelente desempenho da estreia, quando goleou o Fortaleza por 3 a 0, mas pagou um preço alto por querer administrar a partida depois de marcar 1 a 0. O time é o segundo colocado, pois tem os mesmos três pontos do tricolor cearense e leva a melhor nos critérios de desempate. O público total do jogo na Ilha do Retiro foi 19.036 torcedores para uma renda de R$ 208.060,00.

Na próxima rodada, o Sport vai encarar o Fortaleza no domingo às 17h (horário de Brasília). A partida faz parte da inauguração oficial do estádio Castelão, que receberá no mesmo dia o Ceará e o Bahia (às 19h30m). O Confiança voltará a jogar fora de casa e pega o Sousa também no domingo às 17h (horário de Brasília).

Confiança não se intimidou

O público no começo do jogo não era o esperado na Ilha do Retiro e isso talvez tenha deixado o Confiança à vontade para jogar no Recife no primeiro tempo. Sem maiores pressões da arquibancada, antes do primeiro minuto de jogo, os visitantes já tentavam a primeira jogada de ataque com Ângelo, que cruzou para a área. A bola, no entanto, ficou nas mãos do goleiro Magrão.

O Sport tentou responder com as investidas do atacante Felipe Azevedo, mas também não passou de tentativas em vão devido aos erros no último passe e à retranca imposta pelo Confiança. O primeiro chute a gol do Leão ocorreu apenas aos cinco minutos. Roger arriscou de longe e o goleiro Fábio defendeu sem problemas.

SportConfiancaJogoDaí em diante o que se viu foi os times se alternarem no ataque. O Confiança apostava no jogo aéreo e em chutes de longa distância. Por sua vez, o Sport tocava a bola até chegar a área, mas os erros de passe colocavam fim às jogadas ofensivas. Magrão, do lado dos donos da casa, e Fábio, pelos visitantes, não tiveram trabalho nos chutes a gol de seus adversários.

Com o passar do tempo, o jogo ficou concentrado no meio-campo e os ataques rarearam. Aos 22 minutos, para tentar furar a defesa do Sport, Richardson arriscou de longe. A bola desviou na zaga e quase engana o goleiro Magrão. Aos 28 minutos, Felipe Azevedo cruzou para a área, o goleiro Fábio vacilou e a bola foi parar nos pés de Gilsinho, que não conseguiu empurrar para as redes.

A chance desperdiçada pelo Sport foi aproveitado pelo Confiança aos 30 minutos. Richardson cobrou escanteio na cabeça de Diego Neves, que abriu o placar na Ilha do Retiro. Os donos da casa tentaram não se abalar e se lançaram em busca do empate. Aos 38 minutos, Gilsinho se chocou com um e caiu na área, pedindo pênalti. O juiz não marcou e deu cartão amarelo ao atacante rubro-negro.

No primeiro tempo, o goleiro Magrão ainda pregou um susto na torcida do Sport ao “bater roupa” em um chute de Diego Neves aos 39 minutos. A resposta rubro-negra ocorreu com o zagueiro Gabriel, que quase surpreende o goleiro Fábio em uma cabeceada. O lance foi o último mais empolgante do primeiro tempo, encerrado aos 47 minutos pelo árbitro Francisco Carlos.

Sport pressiona e vira

Para o segundo tempo, o Confiança voltou sem alterações. O Sport mudou as peças no ataque, com a saída de Gilsinho, bastante criticado pela torcida, para a entrada de Marcos Aurélio. As alterações surtiram efeito e o Leão se mostrou mais perigoso nos minutos iniciais da partida com presença constante na área adversária.

ComemoraçãoSportAos quatro minutos, Roger recebeu um cruzamento de Felipe Azevedo e cabeceou o gol à queima-roupa. O empate só não saiu porque goleiro Fábio defendeu a bola, ainda que no susto, usando o ombro. Sentindo o bom momento do Sport, o Confiança passou a parar o jogo a partir de faltas. O treinador Nadélio Rocha também tentou dar mais gás ao time ao tirar Da Silva para a entrada de Gilmar Baiano.

Com o passar do tempo, o Confiança conseguiu esfriar os ânimos do Sport e os pernambucanos voltaram a ter dificuldades de articular jogadas de ataque. O técnico Vadão então gastou as duas substituições restantes tirando Cicinho e Hugo para a entrada de Moacir e Felipe Menezes, respectivamente.

Com as novas peças em campo, a sorte do Sport mudou. Felipe Menezes avançou pela esquerda, se livrou de Ângelo e cruzou para a área. A bola sobrou para Reinaldo, que chutou cruzado e viu a bola desviar na zaga e encobrir o goleiro Fábio aos 32 minutos. Dois minutos depois, foi a vez do estreante Marcos Aurélio balançar as redes. O atacante chutou de fora da área para marcar o gol que garantiu a vitória e a liderança do grupo B para o Sport.

Depois do gol, o Confiança deixou a zona de conforto e se aventurou no ataque em busca do empate. Os visitantes conseguiram alguns lances de perigo, causando susto na torcida rubro-negra, mas não passou disso e ainda viu o Sport marcar o terceiro aos 48 minutos com o meia Felipe Menezes.

SportFelipeMenezesMarcoAurelio

Confira Vídeo com gols do Jogo

Fontes: Globoesporte.com e Esporte Interativo

Fotos: Aldo Carneiro/Pernambuco Press

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com