River Plate fecha as portas em 2014

river-fake

Se algum desportista, ou o torcedor do River Plate, ainda tinha dúvida sobre o afastamento da equipe do futebol profissional em 2014, essa dúvida foi tirada nesta terça-feira 17, pelo presidente Ernando Rodrigues, em entrevista exclusiva ao Jornal do Dia. O motivo alegado pelo presidente é o que todos conhecem: a falta de recursos e a impossibilidade de poder contar com o patrocínio da Prefeitura Municipal de Carmópolis.

Na entrevista, lamentando a decisão, Ernando Rodrigues disse que ainda não bateu o martelo, porque tem ainda uma última conversa com a prefeita Esmeralda Cruz, até sexta-feira. “Mas posso adiantar que hoje, a possibilidade de afastamento do River Plate eu diria que é de 90%. Até sexta-feira, a gente tem uma palavra final”, revelou o presidente.

Ernando disse ainda, que como presidente de uma equipe vencedora, como é o River Plate, lamenta ter que tomar essa atitude. Mas é a única saída para a equipe.
– Todos sabem que o nosso maior patrocinador é a Prefeitura Municipal de Carmópolis e como todas as prefeituras do Brasil, Carmópolis passa por uma situação financeira difícil. A perda de receita e redução dos royalties da Petrobras obrigaram a prefeita encerrar vários programas sociais, que eram mantidos pela prefeitura, em benefício da população. Ela já disse que não tem condições de colocar um centavo dentro do River Plate no próximo ano, então acabou toda a possibilidade de sobrevivência da equipe, disse Ernando Rodrigues.

O presidente disse que não tem sentido colocar a equipe na competição de 2014 só por colocar. O River sempre foi uma equipe vencedora e não entraria em uma competição, apenas para competir.

Histórico – Nos últimos três anos, a equipe do River Plate ascendeu no cenário regional, ao conquistar três títulos, a Segunda Divisão Estadual em 2009 e o bicampeonato estadual da Primeira Divisão em 2010 e 2011, sem contar as participações nacionais na série D e Copa do Brasil dos últimos anos.

O time do River Plate ganhou destaque nacional no dia 23 de fevereiro de 2011, quando enfrentou e venceu o Botafogo do Rio de Janeiro em Aracaju pelo placar de 1 x 0, com gol de Bebeto Oliveira, embalando a torcida local que compareceu em massa ao lotar o estádio Batistão para prestigiar o evento.

Na partida de volta o time carioca descontou com o mesmo placar com um gol duvidoso, até hoje contestado pelos carmopolitanos. Numa atitude infeliz o juiz de validou o gol do Botafogo. Posteriormente, foi comprovado pelas câmeras de transmissão que o gol, de fato, não ocorreu. A decisão da vaga ainda foi para os pênaltis. O time perdeu nos pênaltis.

Com o patrono Fernando França ainda vivo, a equipe era um dos destaques do futebol sergipano, superando equipes tradicionais como Sergipe, confiança e Itabaiana.
Com a conquista do Sergipão 2011 o River Plate alcançou mais uma façanha inédita na história do clube: o bicampeonato estadual.

Fonte: Jornal do Dia

Receba notícias do Dragão no seu email::

Delivered by FeedBurner

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com