Roberto Fernandes exalta resultado, mas critica atuação do Confiança

Foto: Osmar Rios
Foto: Osmar Rios

Muito mais do que jogar bem, mostrar evolução, organização em campo, o Confiança estava precisando mesmo era de uma vitória, não importava em quais circunstâncias, mas os três pontos contra o ASA na Arena Batistão eram indispensáveis para trazer um pouco mais de tranquilidade, aliviar a pressão e fazer com que a sequência do trabalho de Roberto Fernandes fosse com menos cobranças por um resultado urgente que teima em não vir.

Pronto, a vitória veio. Os azulinos venceram o ASA por 1 a 0 com gol de Wallace Pernambucano ainda no primeiro tempo. Mas o time mostrou que ainda está longe do entrosamento certo e da organização tática ideal. O Confiança teve a chance de resolver de vez o resultado positivo no segundo tempo. Não conseguiu e ainda correu risco de sofrer o empate nos minutos finais. E foi exatamente assim que o técnico Roberto Fernandes resumiu a atuação do grupo: vitória positiva, mas o trabalho ainda precisando ser aprimorado.

– O resultado foi importantíssimo. A equipe precisava vencer, o torcedor precisava voltar a acreditar na equipe. Então a vitória foi maravilhosa. Agora desempenho, precisamos melhorar e muito. Em vários aspectos e várias situações de jogo a gente deixou a desejar. Vamos trabalhar durante a semana pra que essa evolução seja contínua.

Apesar das cobranças, Roberto Fernandes, que comandou o time apenas pela segunda vez na competição, acha natural que o Confiança ainda não esteja no estágio adequado de trabalho. Afinal, foram diversas mudanças, inclusive da comissão-técnica. Só nesta última partida contra o ASA, três jogadores estrearam com a camisa azulina: o zagueiro Mimica, o meia Pingo e o atacante Thiago Silvy.

– No primeiro turno, quando o ASA enfrentou o Confiança, a única mudança foi o goleiro. Então eles tiveram um turno inteiro ganhando entrosamento e amadurecendo enquanto o Confiança, até por conta dos resultados, mudança de comando, mudança de elenco, teve mais dificuldade de alcançar esse encaixe. Esse foi o primeiro jogo desta equipe que entrou em campo pelo Confiança. A do ASA no mínimo o décimo jogo. Então é evidente que há diferença. Senão não tem trabalho, a gente conta só com a sorte – opinou Roberto Fernandes.

Com a vitória, o Confiança saiu da zona do rebaixamento. É agora o oitavo colocado com 10 pontos. No próximo domingo, vai enfrentar o Fortaleza no Castelão.

Fonte: Globoesporte.com