Rocha diz que descontrole emocional pesou no empate com Olímpico

RochaConfiancaOlimpicoUma partida aparentemente fácil, contra um time que luta para sair das últimas posições da tabela. Era a chance perfeita para confirmar os três pontos e disparar na liderança da tabela. O Confiança vencia o Olímpico no Brejeirão, na noite desta última quinta, por 1 a 0, e ainda tinha um a mais em campo durante boa parte do segundo tempo. De repente, tudo se transforma, e para pior. Em poucos minutos, os azulinos levam duas viradas: uma no placar e outra no número de jogadores em campo. Valdson e Oliveira foram expulsos, e o Confiança passou a ter oito atletas no jogo (Lismar levou o vermelho no primeiro tempo ao se estranhar com Jaedson, também expulso). Foi o suficiente para que o confronto se transformasse em drama para o Dragão da Capital.

o abafa, o time correu atrás do prejuízo e conseguiu o empate em 2 a 2 no último minuto, de pênalti, com o artilheiro do Campeonato Sergipano (5 gols) Augusto Ramos. Para o técnico proletário, Nadélio Rocha, o descontrole emocional do Confiança acabou pesando no resultado.

– Não foi um resultado bom, é claro, não estou satisfeito, mas devido às circunstâncias do jogo, principalmente no segundo tempo, dos males foi o menor. Nós estávamos com o jogo na mão mas acabamos perdendo jogadores com expulsão. O time ficou muito tenso e abalado emocionalmente. Eles cresceram no jogo e aproveitaram as chances. Isso é um exemplo do que não deve acontecer. Temos que tirar isso como uma lição de que não podemos perder o controle – declarou Rocha.

Mas o treinador do Confiança não esteve imune a esse abalo emocional. Muito criticado durante o segundo tempo, após a virada do Olímpico, ele acabou se desentendendo com alguns torcedores que o xingavam. Mais tranquilo no fim da partida, se dirigiu a eles e pediu desculpas.

RochaConversaTorcida

– São coisas normais do futebol. Às vezes o torcedor fica meio impaciente, critica, mas está no papel dele. Todos estão de parabéns por virem até aqui (Tobias Barreto) para apoiar o nosso time. Tivemos um contratempo, mas somos líderes, estamos invictos e vamos trabalhar para nos mantermos nesta condição de líder.

O Confiança está na ponta da classificação geral com 11 pontos, dois a mais que o Socorrense, vice-líder, e o Itabaiana, terceiro colocado. Na próxima rodada, os azulinos tentam se recuperar diante do Boca Júnior. O jogo acontece no sábado, às 16h, no Batistão. Desde já, Nadélio Rocha estuda alternativas para suprir as vagas de quem está suspenso.

– Perdemos o Valdson, o Lismar e o Oliveira, mas vamos encontrar boas opções para substitui-los. Temos o André, que voltou muito bem, o Renê e o Alexandre devem voltar também e ainda temos o Valdo como opção. Vamos trabalhar nesses próximos dias para ter a melhor formação possivel – finalizou Rocha.

Fonte e Fotos: Globoesporte.com

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com