O sopro do Dragão – Por Tiago Medeiros

LOGO_ADCEu estive no Baptisão(SIC) e me encantei com a onda azul.
Tô nem aí para o borderô, confio nos meus calejados olhos e eles contabilizaram quase dez mil torcedores, esmagadora maioria de origem “proletária”.
Um acalanto a minha alma.

É possível acreditar num amanhã melhor ao nosso futebol.
O sergipano é apaixonado pela bola, muitos ainda entorpecidos pelas parabólicas, mas o ensolarado domingo em Aracaju provou que esse povo tem time, sim, para torcer.
E que time. Uma cristalina verdade: há muito tempo os olhos citado acima viram uma equipe tão competitiva fora do balaio dos abastados no Nordeste.

Uma folha miúda, de R$ 140 mil, e um futebol afortunado.
Técnica se enxerga, mas o que realmente salta aos olhos é a vontade.
Como corre o time de Nadélio Rocha e quão bom técnico é esse sujeito.

Bateu testa com testa no milionário Sport e sua folha de R$ 2,5 milhões.
Um 0 a 0 que deu gosto de ver, com os adversários jogando muito bem.
Vadão, comandante rubro-negro, disse – a este – após o jogo e aqui publico a inconfidência: “Jogam demais, têm bola para ir além”.

Se esse “além” irá se manifestar nesta Copa do Nordeste, as condicionantes da última rodada vão dizer. O futebol não é lógico. Na verdade, quase nem sempre é. Mas se mantiver essa base (com o excelente Richardson no meio), o Confiança vai sobrar no Sergipano e entrar muito, mas muito forte na Série D.

Logicamente!

Fonte: Blog Futebol Nordestino

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com