Com 2 gols no final, Confiança empata com o Serrano

Foto: João Áquila
Foto: João Áquila

Na noite desta quarta-feira, na Arena Batistão, em Aracaju, o Confiança empatou por 1 a 1 com o Serrano. O confronto foi válido pela terceira rodada da Copa do Nordeste. O Dragão dominou a partida, mas pecou nas finalizações. Bibi e Matheus acertaram o travessão, um em cada tempo. Leandro Kível também teve boas chances, mas não acertou o alvo. O time mongoió teve poucas oportunidades, apenas quando o passe proletário não funcionava. Os rubro-verdes corriam atrás dos contra-ataques, mas sem sucesso.

Até que, aos 45 minutos da segunda etapa, Deon aproveitou a falha da zaga proletária e abriu o placar para os baianos. Heverton evitou a segunda derrota da equipe no torneio e empatou aos 48 também de cabeça. O gol manteve a invencibilidade azulina em casa. O resultado deixa o Confiança na terceira colocação do grupo A do Nordestão com quatro pontos e o Serrano conseguiu marcar o primeiro ponto no torneio, contudo permanece na lanterna da chave.

Na próxima rodada, as equipes se enfrentam novamente. Dessa vez o duelo entre azulinos e rubro-verdes será dia 4 de março, às 20h30 (horário local), no Estádio Lomanto Júnior, em Vitória da Conquista.

Ofensividade, domínio azul, vaias e nada de gols

Como já era previsto, em um jogo de “tudo ou nada” as equipes entraram desde o primeiro segundo bem ofensivas, mas o que faltou em todo o primeiro tempo foi aquele passe final caprichado para que as redes da Arena Batistão balançassem. O Serrano marcou forte até os vinte minutos, depois caiu de rendimento. Já o Confiança se manteve no ataque do início ao final.Os azulinos insistiram bastante nas jogadas com Wallace Pernambucano e Kível, porém os rubro-verdes conseguiam evitar as investidas do Dragão.

Enquanto os donos da casa pecavam nas finalizações, os visitantes tentavam reagir nos contra-ataques. A chance mais clara de gol foi do Confiança, aos 22 minutos, com Bibi. Ele recebeu lançamento de Wallace Pernambucano, tentou encobrir o goleiro e quase abriu o placar, mas a bola acertou o travessão de Zé Augusto. O time baiano só teve chances quando o toque de bola do Dragão não funcionava, contudo não aproveitaram. Mesmo dominando a etapa inicial, os proletários foram para o intervalo sendo vaiados pela torcida.

Enfim as redes balançaram!

O Confiança voltou para a segunda etapa atacando da mesma forma. Logo aos 5 minutos, Bibi tocou para Rafael Ricardo que lançou na área e encontrou Leandro Kível. Ele se livrou da zaga e tentou de cabeça, mas a bola sai pela linha de fundo. A torcida proletária começou a pedir mudanças ao técnico Betinho, dentre elas o jovem Matheus. Ele entrou no jogo com aplausos dos torcedores e teve duas boas chances. Na primeira tentativa o goleiro defendeu e na melhor, aos 25 minutos, ele acertou o travessão, mas na sobra Leandro Kível mandou para fora. Inacreditável. O Dragão seguia pressionando. Aos 27, Kível cabeceou, porém Aranha se esticou e espalmou a bola para linha de fundo. A partida ia se aproximando do final e a torcida ficava cada vez mais impaciente no Batistão. Além de reclamar da cera do Serrano, criticavam os jogadores azulinos por causa da falta de pontaria.

E enfim as redes balançaram. Aos 45 minutos, Deon aproveitou a falha no setor defensivo e, de cabeça, acertou o gol de Everson. Serrano um a zero. Alguns torcedores nem viram a reação proletária porque saíram após o gol adversário. E, ao apagar das luzes, Heverton também de cabeça salvou o Confiança de uma derrota em casa, aos 48 do segundo tempo. Fim de papo, um a um na Arena Batistão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *