3 mudanças e o mesmo erro de sempre: A estreia de Luizinho Lopes no Confiança

Foto: Felipe Martins/ADC

Mesmo de longe podemos considerar que Luizinho Lopes estreou pelo Confiança e já sentimos sua marca no primeiro tempo do jogo, pois o time já teve um comportamento melhor em relação aos jogos anteriores.

Claro que depois tomar um gol e desmontar psicologicamente  isso no nos atrapalhou demais no jogo, e, por consequência, a análise das mudanças que Luizinho fez para o jogo. Confira as 3 mudanças e o erro de sempre:

1 – Saída de bola

Diferente dos jogos de antes, a equipe, após a chegada de Luizinho Lopes, tentou sair mais com a bola no pé ainda que sem sucesso por falta de coordenação, entrosamento até mesmo pela limitação técnica do elenco, mas uma tentativa válida e em algum contexto bem sucedida foi feita e isso já é um avanço.

2 – Marcação alta

O mesmo podemos falar da marcação do time que subiu mais as linhas tentou incomodar o Goiás e conseguiu forçar alguns erros na saída de bola do time Goiano. Após determinado momento desceu mais as linhas, mas ainda assim era um marcação mais alta em relação a os jogos anteriores.

3 – Mudança na lateral esquerda

Mesmo com o gol feito por João Paulo, inclusive os últimos três gols do Confiança foram feitos pelo lateral de falta, gostei da partida de Lucas Sampaio, dando mais consistência na lateral esquerda ele conseguiu fazer algumas boas disputas de bola,  travou um chute e deu o balanço defensivo necessário que a gente precisava enquanto esteve em campo.

Mesmo erro de sempre: Fragilidade no lado direito da defesa

Infelizmente a chegada de Luizinho Lopes não mudou um problema grave e de muito tempo no Confiança que é a fragilidade do lado direito do sistema defensivo. Marcelinho como lateral já é sabido que não consegue dar conta e aquele lado foi o mais explorado pelo Goiás e não por acaso os dois gols saíram por ali. Claro que no primeiro gol teve uma ajuda boa do goleiro, mas a a falta de combatividade a facilidade de entrar por aquele lado gerou inúmeras jogadas  perigosas e em uma delas duas delas sofremos gols.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *