No América/MG, ex-Jogador da base azulina torce pelo Confiança na Copa do Brasil

Foto: Ascom América/MG
Foto: Ascom América/MG

O adversário do América na segunda fase da Copa do Brasil sai nesta quarta-feira, 15/4, do confronto entre Confiança- SE e Ceará. No primeiro jogo, as equipes empataram sem gols. Agora, quem vencer fica com a vaga. Se houver outro empate sem gol, a decisão da vaga será nos pênaltis. Empate com gols classifica o time de Sergipe.

Enquanto aguarda a definição do adversário, o Coelho treina de olho na disputa da vaga. Mas um jogador em especial acompanha com maior atenção o duelo entre Confiança e Ceará. Trata-se do lateral esquerdo Raul. Sergipano, ele iniciou carreira nas categorias de base do Confiança. Na época em que atuou pelo juvenil do clube chegou a conquistar o Campeonato Sergipano e um torneio internacional. O jogador não se profissionalizou pela sergipana, mas guarda com carinho sua passagem por lá. Além disso, familiares e amigos de seu estado natal estariam torcendo bastante para que o time vença o Ceará e o lateral tenha a oportunidade de atuar em casa.

“Já conversei com familiares e amigos. Estamos todos torcendo para que o Confiança passe e o América, assim, possa jogar em Sergipe. Tenho certeza que o América iria ganhar uns torcedores a mais por lá, porque na minha cidade tem muita gente que torce por mim, que me acompanha desde cedo e eles sempre falam que onde eu estiver, estarão torcendo por mim”, conta o jogador.

Deixando a emoção de lado e analisando um possível confronto com o Confiança, Raul vê um adversário de menor expressão e talvez melhor para se enfrentar nessa fase da competição. O time Sergipano disputará a Série C, enquanto o Ceará é rival do Coelho na Série B. Ano passado, o time cearense trouxe dificuldades para o América e foi um dos concorrentes diretos por uma vaga à Primeira Divisão.

“Eu prefiro o Confiança. A gente sabe que o Ceará é uma equipe que está na final da Copa do Nordeste, desde o ano passado vem fazendo boas campanhas. Assim como nós, não subiram ano passado por um tropeço. É uma equipe que tem um conjunto com jogadores experientes. A gente sabe que vai dar trabalho jogar no Castelão. Sempre temos dificuldades, ano passado até perdemos de um placar elástico lá dentro. Mas isso foi outro ano, agora o professor Givanildo vem corrigindo os erros e temos que estar preparados para vencer, não importa qual for o adversário”, enfatiza o jogador.

Fonte: Site Oficial do América/MG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *