Betinho admite mudar time para o duelo com Botafogo

Foto: Felipe Martins
Foto: Felipe Martins

Com apenas um ponto positivo e em nono e penúltimo lugar na tábua de classificação do Grupo A, da Série C do Campeonato Brasileiro de Clubes, à frente apenas do Icasa, do Ceará, que, ainda, não pontou, o Confiança não tem outra saída para se afastar da zona de rebaixamento e respirar mais aliviado na competição, a não ser vencendo, sábado que vem, às 19h, o Botafogo, da Paraíba, no Estádio Almeidão, em João Pessoa.

Todos no clube são unanimes em afirmar que chegou o momento de o Confiança começar a pensar alto no campeonato. O empate com o ASA, por 1 a 1, quando a vitória parecia assegurada, e a derrota para o Cuiabá, ainda, não criaram um clima de desconforto, principalmente, na diretoria. Mas outro resultado negativo, com certeza,  o ambiente será outro, em especial, perante à torcida, que não está nem um pouco satisfeita com a campanha claudicante do time, nesse início de campeonato.

O técnico Betinho reconhece que o time não fez uma grande partida com o ASA, e não se houve bem, na derrota para o Cuiabá, por 1 a 0, no último domingo, na Arena Pantanal. Por isso, ontem, declarou que poderá promover mudanças, a começar pelo setor defensivo, onde o lateral direito Rafael Mineiro poderá vestir, oficialmente, pela primeira vez, a camisa alavizul do bicampeão sergipano.

“Não se trata somente de Rafael Mineiro. Tem mais gente nova na casa, que para ganhar sua oportunidade, em contrapartida, terá de mostrar serviço, nos treinamentos. Ainda não tenho uma noção completa do time que vou escalar, mas o desejo de fazer alterações existe. Vou observar, novamente, o comportamento dos jogadores no treino desta quarta-feira”, disse Betinho.

Apesar de disposto a dar uma mexida no time, Betinho disse que vai aguardar o treino tático que comandará, hoje à tarde, no Estádio Batistão, para se posicionar, oficialmente, sobre quem sai e quem entrar na equipe. A certeza que existe é que o experiente orientador não admite outro revés e, para isso, vai exigir dos craques proletários uma postura diferente, sobretudo da apresentada no encontro com o campeão mato-grossense.

“Em Cuiabá, tivemos uma melhora no segundo tempo, mas não o suficiente para reagir no resultado. Não é dessa forma que espero ver o Confiança, enfrentando o Botafogo, um adversário que vem de uma derrota para o Salgueiro e um empate com o ASA e vai tentar a qualquer custo se reabilitar. Quero ver, sim, jogando com personalidade e provando que não é à toa bicampeão sergipano”, acrescentou.

Ontem, por causa da forte chuva que caiu em Aracaju e deixou o gramado do Sabino Ribeiro sem a mínima condição para a prática do futebol, os jogadores foram levados até o Estádio Presidente Médici, em Itabaiana, onde se movimentaram, coletivamente. A prática, ainda, a não foi a que serviu para Betinho definir o onze que iniciar o duelo com os botafoguenses paraibanos. A escalação para o jogo, de acordo com o ex-técnico do Guaratinguetá, de São Paulo, será conhecida hoje à tarde, após o treino tático que será realizado, no Gigante da Praia.

Fonte: Jornal da Cidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *