Betinho começa a reorganizar o time

Foto: Reprodução/TV Sergipe
Foto: Reprodução/TV Sergipe

O Confiança ainda não sabe qual será o seu adversário nas oitavas-de-final da Série D do Brasileiro. Será conhecido, na 10ª e última rodada da primeira fase do campeonato, da qual é líder isolado, com 18 pontos, três a mais que o Porto, de Caruaru, único time que pode superá-lo, mas se vencer o Globo, no próximo domingo, no Estádio Barretão, em Ceará Mirim (RN), por um placar com diferença de seis gols, fato em que os seus dirigentes, comissão técnica e jogadores acham impossível ocorrer.

Com vaga assegurada na etapa seguinte do certame, mas aguardando o desfecho do encontro entre potiguares e caruarenses, os jogadores que atuaram, domingo, depois de uma merecida folga de dois dias, após o empate com o Porto, por 1 a 1, retornam aos treinamentos hoje. No período da manhã, em um trabalho de fortalecimento muscular, na academia do clube, e no da tarde, no primeiro treino com bola da semana.

Ontem à tarde, apenas, os que não enfrentaram o Porto, marcaram presenças, no Sabino Ribeiro. Eles se submeteram a uma bateria de exercícios físicos, orientados pelo auxiliar de Carlinhos, o professor Givaldo Lessa. Nesta quarta-feira, o gripo completo inicia aos preparativos, com vistas aos dois jogos da segunda etapa da competição nacional.

Na movimentação desta quarta-feira, o treinador Betinho começa a formatar o time com o setor defesa titular, já que retornam os laterais Glauber e Pedrinho, e os zagueiros, Pedrinho, além do meia Wallace Pernambucano, que não enfrentaram o Gavião do Agreste pernambucano, por causa do terceiro cartão amarelo.

Adversário

Sobre o próximo rival do Dragão – hoje seria o Central, de Caruaru -, mas pode ser o Penapolense, de São Paulo, a depender dos resultados dos jogos finais desta etapa inicial do Brasileiro, o técnico Betinho declarou que não tem preferencia por nenhum, mas fez questão de ressaltar que qualquer merece os devidos respeito e cuidados.

“O Campeonato não só está competitivo, como nivelado, e as equipes que se classificarem para seguir em frente não será por acaso. Por isso, não vejo motivo para preferência. O que posso assegurar é que a vantagem de fazer o primeiro jogo fora de casa, é algo que deve não deve ser desprezado, e isso espero que aconteça com o Confiança”, disse Betinho.

Fonte: Jornal da cidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *