Confiança entra na Timemania, mas passagem pode ser curta pois a regra segue injusta

Um desejo antigo da torcida e diretoria, e pleito de parlamentares sergipanos finalmente se concretiza, o Confiança está na Timemania.

Timemania é um jogo de loteria organizado pelo Governo Federal, através da Caixa Econômica Federal. O primeiro concurso foi realizado em 1º de março de 2008, criada para ajudar os clubes participantes a pagarem as suas dívidas com o governo brasileiro. Do total arrecadado, os clubes recebem 22% que são destinados ao pagamento de dívidas com o INSS, FGTS, Receita Federal e outros impostos devidos à União.

Segundo a Folha de Londrina, após o saneamento dessas dívidas, o dinheiro entra no cofre dos clubes.

Critérios melhores, mas ainda injustos

Ainda que seja melhor ao modelo de 2007 que congelou os participantes por 14 anos, o modelo atual ainda segue injusto ao dar dinamismo apenas em relação aos participantes das séries A e B, excluindo a Série C e o próprio Ranking Nacional de Clubes. Assim times completamente sem expressão, mas que já  estiveram na série A por convite ou mesmo venceram divisões nacionais esvaziadas pré acesso e rebaixamento terão prioridade em relação a clubes que no momento atual fazem boas campanhas no futebol nacional a exemplo de Confiança, Manaus, Altos e Ferroviário.

Ao final da matéria listamos os critérios e seus respectivos participantes.

Confiança fora em 2024?

Como dos critérios o que nos dá acesso à loteria é participação na série B, dada a iminência da nossa queda esse ano, caso a gente não suba novamente para a série B em 2022, estaremos fora da timemania em 2024, mesmo estando figurando nas principais divisões nacionais desde 2015 e no top 50 do Ranking Nacional de Clubes

E quanto o Confiança vai ganhar?

Depende, mas tudo indica que nada ou mais ou menos isso. A timemania foi pensada no sentido de sanar dívidas dos clubes, então como o Confiança já tem um parcelamento em curso esses valores entrarão na amortização dessas parcelas, caso haja valor seja excedente, aí sim o dinheiro entra nos cofres do clube.

Em seu primeiro ano, não teremos a referência do ranking de apostas do ano anterior, assim o critério utilizado para pagar ao Confiança deve ser a cota básica, algo entre R$100 e R$150 mil/ano. Para 2023 caso tenha uma boa adesão da torcida e fiquemos entre os 40 melhores, esse valor sobe para próximo de R$ 700 mil/ano.

Confira a projeção da “Nova Timemania” feita pelo site Contra Ataque:

Critério 1 (participantes da Série A no biênio 2020-2021): América-MG, Athletico, Atlético-GO, Atlético-MG, Bahia, Botafogo-RJ, Bragantino, Ceará, Chapecoense, Corinthians, Coritiba, Cuiabá, Flamengo, Fluminense, Fortaleza, Goiás, Grêmio, Internacional, Juventude, Palmeiras, Santos, São Paulo, Sport e Vasco;

Critério 2 (participantes da Série B no biênio 2020-2021): Avaí, Botafogo-SP, Brasil de Pelotas, Brusque, Confiança, CRB, Cruzeiro, CSA, Figueirense, Guarani, Londrina, Náutico, Oeste, Operário-PR, Paraná, Ponte Preta, Remo, Sampaio Corrêa, Vila Nova e Vitória;

Critério 3 – Parte 1 (maiores campeões estaduais que não foram incluídos acima): Rio Branco-AC, Nacional-AM, Macapá ou Ypiranga-AP*, Gama, Rio Branco-ES, Mixto, Operário-MS, Paysandu, Botafogo-PB, River, ABC, Ji-Paraná, Atlético de Roraima ou São Raimundo-RR*, Sergipe e Palmas;

Critério 3 – Parte 2 (antigos campeões nacionais das Séries A, B, C, Copa do Brasil e Taça Brasil): Criciúma, Portuguesa, Villa Nova-MG, Joinville, Campo Grande**, Juventus-SP, Uberlândia, Tuna Luso, Internacional de Limeira, União São João**, Brasiliense, Boa Esporte, Olaria, XV de Piracicaba, Paulista**, Ituano, União Barbarense**, Santa Cruz, Macaé e Santo André;

Critério 3 – Parte 3 (antigos campeões regionais): Campinense (campeão da Copa do Nordeste), América-RN (campeão da Copa do Nordeste) e São Raimundo-AM (tricampeão da Copa Norte)

Critério 3 – Parte 4 (clubes com mais participações na Série A): América-RJ (disputou por 17 vezes) e Desportiva (12 vezes)

*O texto dos decretos da Timemania não deixa claro se há uma distinção entre a contagem de títulos histórica ou a contagem da era profissional, o que gera dúvidas sobre qual equipe deve fazer parte do volante da Timemania a partir de 2022.

**Clubes que não estiveram em uma das duas principais divisões de seu estado no biênio 2020-2021 e por isso, segundo o decreto, não estão elegíveis para fazer parte da Timemania.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *