Histórico time de Ruiter é destaque em matéria sobre os 100 anos do Campinense

Time do Confiança de 1963, com Ruiter entre os jogadores
Time do Confiança de 1963, com Ruiter entre os jogadores

O rubro negro paraíbano está fazendo 100 e o Globoesporte.com está fazendo uma série de matérias sobre os 100 anos do Campinense. Dentre as histórias, o enfrentamento com o histórico Confiança de 1962 que teve o artilheiro da Taça Brasil, espécie de Campeonato Brasileiro da época.

Segue o relato:

Na fase seguinte da Taça Brasil, a Raposa enfrentou um adversário duro, mas que o ajudaria num futuro breve. Roberto, Mecânico, Enário, Ticarlos e Alfeu; Jurandir e Debinha; Hélio Abacate, Beto, Ruiter e Daniel. Era a formação da Associação Desportiva Confiança, de Aracaju, bicampeão sergipano, com uma das conquistas de forma invicta.

No jogo de ida, dia 11 de agosto, no Estádio Proletário, vitória azulina por 2 a 0: tentos de Beto e Jurandir. Preta, Zé Lima e Massangana foram expulsos pelo Campinense.

Tendo o Municipal Plínio Lemos como palco, dia 15, mesmo com o Campinense desfalcado, a peleja de volta foi um jogaço.  Um pernambucano magro, de estatura média, porém bom cabeceador e velocista acabou com a defesa rubro-negra. Era Ruiter, que anotou todos os gols da vitória de 4 a 3 dos sergipanos, eliminando o rubro-negro em plena Toca da Raposa.

Assim como gravou o nome Cocó, do ABC, diretores e torcedores campinenses guardaram recordações de três adversários: Ticarlos, Ruiter e Debinha (mas isso é história para uma próxima matéria).

Confira a matéria completa aqui

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *