Kível, do Confiança: ‘não posso só ficar esperando bola’

foto: Arquivo Portal Infonet
foto: Arquivo Portal Infonet

Com quatro gols marcados para o Confiança na série D, o atacante Leandro Kível reconhece que certas partidas exigem que o jogador faça mais do que lhe é pedido. Referência de gols do técnico Betinho, que prefere escalá-lo fixo na área, o gaúcho destaca que alguns jogos exigem algo mais.

“Tudo depende da situação da partida. Se as jogadas são mais pela linha de fundo, preciso ficar mais na área. Mas quando o time precisa de mim, não posso ficar só esperando. Quando o time não está com aquela inspiração, temos que fazer algo diferente, sair, criar e fazer mais do que passar 90 minutos esperando uma bola”.

Fã confesso de Luís Fabiano e Marcelo Moreno, Kível ainda exemplifica as partidas em que sentiu mais necessidade de ir atrás do prejuízo junto com os companheiros. “Nos dois jogos contra o Globo-RN, tanto fora como dentro da nossa casa, eu estava muito fixo, eles estavam me marcando muito e eu tive que sair para armar as jogadas. Mas no próprio campeonato sergipano eu fazia muito isso: saia da área e abria espaço para outros jogadores marcarem gols”.

O gaúcho também comentou sobre a possibilidade do Confiança mandar seus próximos jogos dentro do estádio Sabino Ribeiro, no Bairro Industrial. “Em relação a dependências, seria melhor para os torcedores que os jogos fossem em Itabaiana. Mas todos sabem que o calor humano é maior no Sabino Ribeiro, e é onde gostaríamos que as partidas acontecessem”. Mesmo assim, Kível destaca que o mais importante é a concentração. “Independente de onde seja o jogo, precisamos estar focados na partida”.

Por Igor Matheus

Fonte: Infonet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *