Após a derrota por 3 a 2 para o Volta Redonda, a Aparecidense se viu em uma situação delicada. O Manaus, que foi rebaixado, alegou que o Camaleão utilizou o jogador Matheus Leal de forma irregular, o que poderia levar a equipe à perda de pontos e à queda para a quarta divisão nacional.

A Aparecidense relacionou Matheus Leal para o jogo contra o Floresta, pela 15ª rodada da primeira fase do Campeonato Brasileiro Série C, mesmo após o jogador ter recebido seu terceiro cartão amarelo na partida anterior. Essa atitude é irregular, pois resultaria em uma suspensão automática para Leal na partida em questão.

O Camaleão, munido de provas, afirma que Matheus não foi relacionado para o confronto por estar suspenso. Segundo o presidente do clube de Aparecida de Goiânia, a súmula do jogo deve estar errada, pois o nome do jogador não consta em nenhum documento ou postagem do clube.

Confiança não se beneficiaria de punição da Aparecidense

O Confiança, que terminou a Série C do Campeonato Brasileiro na 9ª colocação, não se beneficiaria de uma possível punição da Aparecidense, que terminou na 15ª colocação.

Isso porque, segundo o artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), a punição para o caso de escalação irregular de um atleta é a perda de pontos pelo time infrator. Não há transferência de pontos ou mudança de resultado.

Assim, se a Aparecidense for condenada, ela perderá os três pontos conquistados na partida contra o Floresta, pela 15ª rodada da Série C. Com isso, o time goiano perderia 3 e cairia para a Série D com 17 pontos, livrandro o Manaus, que terminou na 17ª colocação e com a nova consfiguração se salvaria com 20 pontos.

De resto, nada mais mudaria na classificação da Série C.

Inscreva-se no nosso canal do Youtube

By Mike Gabriel

Produtor de conteúdo, criador deste site em 2011, quando tudo aqui era mato!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *