O Conselho Fiscal do Confiança lançou um balanço de sua atuação em 2023. O órgão, que voltou a atuar após alguns anos inativo, realizou uma série de atividades ao longo do ano, incluindo a fiscalização da prestação de contas da diretoria executiva, a solicitação de documentos importantes e a realização de reuniões com os demais órgãos de governança do clube.

Contas dos primeiros meses de 2023

Após a escolha do presidente, Fábio Luiz Santos, em março, o Conselho Fiscal iniciou os trabalhos propriamente ditos em março, cobrando a diretoria executiva a prestação de contas dos primeiros meses de 2023. De posse desses dados, o Conselho Fiscal analisou essas contas entre os meses de julho e setembro.

Em outubro, o Conselho Fiscal participou da reunião do conselho administrativo do Confiança para fazer apontamentos sobre a prestação de contas e como a mesma precisa melhorar. Nesta ocasião, foi entregue relatório à Diretoria Executiva do Confiança apontando ajustes e correções para os setores administrativo, contábil e financeiro a partir dos dados de prestação de contas entre dezembro/2022 e março/2023.

Prestação de contas da gestão anterior

Além disso, em outubro deste ano, o Conselho Fiscal solicitou junto ao conselho de administração e Diretoria Executiva as atas de assembleia de prestação de contas dos anos 2019, 2020, 2021 e 2022. Tais atas são importantes documentos para a fiscalização da gestão do clube, pois registram as decisões tomadas pelas assembleias gerais de sócios.

Prestação de contas de 2023

Por fim, em dezembro, o Conselho Fiscal solicitou à diretoria executiva a prestação de contas de 2023 entre os meses de abril e setembro. Essa prestação de contas ainda não foi entregue até o momento.

Documentação e conselheiros

Todos os documentos mencionados estão disponíveis no setor administrativo do Confiança, localizado no CT Sabino Ribeiro. Todos os conselheiros estão com seus pagamentos em dias junto ao Confiança.

Os conselheiros titulares são Fábio Luiz Santos (presidente), Alexsandro Jesus Menezes e André Vieira Machado. Os suplentes são Ítalo Romany Nunes de Menezes, Felipe Leite e Danilo Carvalho Nunes.

Considerações finais

O balanço do Conselho Fiscal do Confiança é positivo, pois demonstra a retomada da fiscalização da gestão do clube. O órgão realizou uma série de atividades importantes ao longo do ano, inclusive apontando melhorias que precisam ser feitas na prestação de contas da diretoria executiva.

Ainda há alguns pontos que precisam ser melhorados, como a entrega da prestação de contas de 2023 entre os meses de abril e setembro. No entanto, o Conselho Fiscal está trabalhando para garantir a transparência e a boa governança do Confiança.

Inscreva-se no nosso canal do Youtube

By Mike Gabriel

Produtor de conteúdo, criador deste site em 2011, quando tudo aqui era mato!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *