O Confiança venceu o Falcon por 1 a 0 na noite desta terça-feira, na Arena Batistão, pela quarta rodada do Campeonato Sergipano. O gol foi marcado por Lucas aos 47 do segundo tempo.

Primeiro tempo: Falcon melhor, Confiança travado

O Confiança começou o jogo com mais posse de bola e presença no campo ofensivo, mas não conseguiu criar chances claras de gol. Atuando como ala, Júnior teve boas oportunidades pelo lado direito, mas não conseguiu finalizar com perigo.

A primeira chance da partida foi do Falcon, aos 12 minutos. Ewerton Ageu deu um passe de cabeça para Gabriel Venâncio, que chutou cruzado, mas a bola passou por cima do gol.

Depois disso, o Carcará começou a se soltar no jogo, apostando nos lançamentos de Ageu. Aos 28 minutos, Marcinho cruzou na área e Kaique apareceu sozinho, mas cabeceou mal e a bola foi para fora.

Ambas as equipes ficaram trocando passes em busca de espaços, mas os sistemas defensivos se mostraram bem postados.

Confiança 1 x 0 Falcon – Pós jogo

Segundo tempo: Confiança domina o Falcon

O técnico Paulo Massaro fez uma alteração no intervalo, colocando Lucas no lugar de Júnior. A mudança surtiu efeito e o Confiança passou a ter mais profundidade no ataque.

Aos 10 minutos, Lucas roubou a bola na intermediária e chutou rasteiro, mas Rodrigo Carvalho fez uma grande defesa.

O Carcará se defendia bem, mas cedeu mais espaços aos azulinos. Aos 38 minutos, Léo chutou forte de fora da área e a bola passou perto do gol.

Empurrado pela torcida, o Dragão foi ainda mais para cima e marcou o gol da vitória aos 47 minutos. Lucas aproveitou uma bola mal cortada na área e chutou alto para vencer o goleiro Rodrigo Carvalho.

Estreante iluminado

O atacante Lucas foi anunciado no Confiança na segunda-feira e começou o jogo contra o Falcon no banco. O camisa 20 entrou no intervalo e mudou o jogo para o Dragão, marcando o gol da vitória.

O Confiança volta a campo no próximo domingo, às 17h, no Clássico Maior contra o Sergipe.

Inscreva-se no nosso canal do Youtube

By Mike Gabriel

Produtor de conteúdo, criador deste site em 2011, quando tudo aqui era mato!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *