Léo Santos em campo pelo ABECAT Ouvidorense — Foto: Regiane Sousa/ABECAT

O atacante Léo Santos chegou ao Confiança no início de junho como um reforço promissor para a Série C do Campeonato Brasileiro. A expectativa era que o jogador, com passagens pela Portuguesa Santista e São José-SP, contribuísse para o ataque azulino na busca pelo acesso à Série B.

No entanto, a expectativa da torcida do Dragão durou pouco. Logo após a oficialização da contratação, descobriu-se que Léo Santos já havia atuado por dois clubes em competições nacionais organizadas pela CBF em 2024, o que o impedia de jogar por um terceiro time na mesma temporada, conforme determina o artigo 59 do Regulamento Geral de Competições da entidade.

Vídeo: CONFIANÇA CONTRATA JOGADOR QUE NÃO PODE JOGAR!

Erro primário do Confiança

A situação gerou frustração no clube e preocupação na torcida, afinal foi um erro muito primário. O Confiança, que já havia apresentado o atleta e o integrado ao elenco, viu-se obrigado a liberá-lo. O clube chegou a analisar o caso e buscar alternativas para regularizar a situação do jogador, mas sem sucesso.

Um novo caminho para Leo Santos

Léo Santos, por sua vez, viu sua possibiidade de atuar pelo Dragão e voltar às principais divisões do brasileiro ser adiado. Sem poder atuar em competições nacionais, o atacante optou por um novo desafio: defender o ABECAT Ouvidorense na segunda divisão do Campeonato Goiano.

A equipe de Ouvidor, que busca o acesso à elite do futebol goiano, se beneficiou da situação e contratou o jogador rapidamente. Léo Santos, inclusive, já estreou pelo novo clube e espera contribuir para o sucesso da equipe na competição.

A história de Léo Santos no Confiança foi curta, mas marcante. Apesar da frustração inicial, o atleta seguiu em busca de seus objetivos e encontrou uma nova oportunidade para mostrar seu futebol.

O Confiança precisa estar mais atento

O caso também serve como um lembrete para os clubes da importância de atenção às regras e regulamentos das competições antes de contratar jogadores. A CBF possui normas claras sobre a quantidade de clubes que um atleta pode defender em uma mesma temporada, e o descumprimento dessas normas pode gerar consequências como a ocorrida com o Confiança e Léo Santos.

A história de Léo Santos no Confiança serve como um lembrete para os clubes da importância de atenção às regras e regulamentos das competições antes de contratar jogadores. O caso também mostra a resiliência do atleta, que, mesmo diante da frustração inicial, não desistiu de seus sonhos e encontrou uma nova oportunidade para mostrar seu futebol.

Inscreva-se no nosso canal do Youtube

By Mike Gabriel

Produtor de conteúdo, criador deste site em 2011, quando tudo aqui era mato!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *